Fanfic: Grave Academy.

Página 6 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulo 15: Campo de Treinamento - Parte Três.

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Jan 28, 2013 1:34 pm

Após terem focalizado parte de suas energias em suas esferas, deixando cada uma com uma cor correspondendo a manifestação de suas auras, deveriam passar para a parte de equipe, em suas formas originais, cada equipe fez seu círculo, as bolas de cristal começaram a flutuar no ar, era uma pena que essa concentração devia ser feita de olhos fechados, pois Luke queria saber que tipo de monstros teriam de enfrentar no time inimigo, estava certo que possuíam um às na manga contra Hisasaya, na forma de Hayato, pois ele conhecia à todos os participantes de seu antigo colégio, mas se a fama da Academia oriental se fazia verdadeira, talvez isso não seria o bastante para triunfar, e por isso, dariam seu melhor no treinamento. O objetivo desta etapa era fazer as sete esferas do time convergirem em apenas uma e mantê-la assim por algum tempo, mesmo que estivessem com os olhos fechados, sentiam que os times de Hisasaya e Prominência já haviam conseguido, por isso, se esforçaram ainda mais, porém, antes que suas esferas se tocassem, um violento choque foi sentido por eles, e tiveram que recomeçar do princípio, estavam novamente se aproximando, desta vez, Juliet falou com todos pelo elo telepático que havia sido formado neste exercício, e pediu especialmente para Hayato se concentrar em seus colegas de equipe, - Sabemos que não é muito fã da gente, mas tem que cooperar se quer vencer Hisasaya! O Fantasma então aceitou, e desta vez conseguiram formar o elo.

Todos eles se enxergavam, ainda que de olhos fechados, estavam pairando sobre o ar em uma espécie de sala toda branca, uma única esfera flutuava no meio do círculo, que de mãos dadas, pareciam sentir as energias de cada um se passando por entre eles, deixando-os mais fortes, isso era sem dúvidas, mais efetivo que qualquer treino de combate, pois podiam sentir seus poderes aumentando, compartilhando essa nova força com seus colegas, era um processo chamado ''Ressonância''. - Onde estamos? Sussurou Blaise, - Eu já estive aqui antes quando tentei dominar meu lado animal, é o nosso mundo interior! Explicou Brenda, que nunca esqueceria de quando conseguiu chegar a um acordo com sua descendência de Lobisomem original, eles percebiam agora que dividiam o mesmo mundo interior, e eram apenas uma consciência. De repente, uma chama se materializou à frente de Kain, uma brisa de vento soprou diante de Brenda, e uma cascata se rompeu diante de Gary, e deles saíram três figuras cobertas de cabeça aos pés com capuzes negros, contrastando profundamente com o cenário, mas antes que pudessem dizer alguma coisa, a cena desaparceu, e eles retornaram ao mundo real, onde perceberam que estiveram levitando e logo caíram no chão, viam que apenas agora o time de Reefside havia completado o exercício, junto com eles, - O tempo deve correr diferente no mundo anterior, Carmela teorizou.

- O que foi aquilo? Luke sussurrou para todos enquanto começavam a se aquecer para o treinamento físico, mas nenhum deles sabia responder, - O que quer que fossem, pareciam querer falar com a Brenda o Gary e o Kain, Juliet comentou, tocando a ponta dos pés com sua mão, Gary pensou em contar-lhes sobre o que Ur havia dito para ele um pouco antes da prática, mas era melhor que não o fizesse alí, logo todos os membros das equipes foram postos atrás de uma grande linha traçada numa faixa de mata que não pussuía árvores, levando ao pé da montanha. Vestidos com roupas de ginástica, eles deveriam correr até o topo, passando pelos caminhos da montanha Reyres, após alguns segundos, Jack atirou para o céu com uma pistola e eles começaram a correr, logo de início, o time da Grave conseguiu tomar a dianteira, seguindo logo atrás era Hisasaya, com Reefside não muito depois, e por último, Prominência, que subia com o entusiasmo e estâmina de uma lesma, após passarem pela parte sem árvores, puderam ver uma flecha criada magicamente apontando para a subida da montanha, a corrida ficaria mais difícil dali em dinate, por causa do nível do terreno, e também por ele ser rochoso, conter muitas árvores e ainda estar um pouco enlameado da chuva na noite anterior, - Como queria que a Blair estivesse aqui, daí a gente não precisava se sujar tanto! Comentou Kain, que logo levou um coice de Gary, pois ele não devia tocar no assunto.

Logo após terem desaparecido da vista dos diretores, viram uma silhueta voando por cima deles, e logo repararam que era um dos alunos de Hisasaya, transformado em Fênix e transportando seuus colegas nas costas, - Ei! Isso não vale! Vocifeoru Luke, - Ah, se um pode jogar dois também podem! Kain reclamou, e então soltou três Globos Destrutivos na direção do pássaro, mas logo que aproximaram-se, uma espécie de vapor envolveu os globos e eles simplesmente sumiram, - Como assim? Kain perguntou-se, estapafúrdio, Juliet então criou uma lança de ossos e a espetou no chão, com sua técnica, Árvore de Ossos, uma muralha feita de ossos se ergueu, mas a Fênix abriu um buraco com um sopro de chamas, por último, Hayato pulou em uma árvore, criando impulso para outro salto, ele se aproximou da altura de seus antigos colegas, os surpreendendo e então, com Shirojima ainda embainhada usou seu golpe, Gin Heki, criando uma lâmina enorme feita de energia espectral, ele mandou seus colegas caindo morro abaixo com ela, - Valeu Hayato! Blaise agradeceu, vendo-o voltar ao solo, - Cuidado Kain! Carmela gritou, pois ele parecia distraído com o agradecimento de Blaise, e logo se bateu em uma árvore, após ajudarem seu amigo a se levantar, perceberam que estavam em um acampamento, onde Jack e os outros esperavam por eles.

Foram o primeiro time a chegar, e por isso, ganharam os privilégios de terem os primeiros banhos, com água ainda quente, em banheiros divididos por gênero que haviam sido instalados por campistas próximos ao topo. Após terem se lavado e descansado, ficaram sabendo que graças a Hayato, Hisasaya havia chegado atrás de Reefside, logo, em terceiro, - Cuidado, agora é que eles vão querer vingança, declarou sua líder, Juliet, e todos concordaram, após terem seu jantar, se aproximaram de uma área específica da montanha, que estava ligada ao arco do Etropsnart, e após Jack tê-lo acionado, estavam todos nas terras da Grave, - Muito boa noite para todos, se saíram muito bem hoje! Declarou seu Diretor, os outros times foram em direção de suas estalagens, enquanto o time da Grave se dirigiu para o castelo, de repente, Gary parou no caminho, - Algo errado? Brenda perguntou, fazendo com que todos encarassem o Kelpie, mas ele respondeu que apenas queria dar uma nadada no lago, seu time concordou e seguiu caminho, - Ué? O Gary querendo desobecer normas da escola? Essa é nova, Kain comentou e Luke concordou, mas seu colega andava meio estranho mesmo ultimamente. Gary se dirigiu em direção ao lago, que estava azul-límpido com a lua refletida nele, mas se dirigiu à sua margem, onde em uma pedra, a mesma figura encapuzada do almoço o esperava, - Então, resolveu não se mostrar para todos ainda né? Ele perguntou, a figura apenas removeu seu capuz, com o brilho da lua refletindo em seus cabelos novamente loiros, Blair sorriu para Gary.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 16: Véspera

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Fev 04, 2013 7:36 am

A lua exercia sua luz branca sobre Gary e Blair, refletindo-se no lago, - Você não ia ficar um tempo sozinha? Perguntou à Bruxa, - Você acha mesmo que eu ia conseguir ficar longe de vocês por muito tempo? Indagou ela com um tom de brincadeira, Gary apenas riu, antes de fazer outra pergunta, - Então... você ficou sabendo do torneio? Ele perguntou, mas ela então ficou completamente séria, - Era sobre ele que eu queria te falar, Gary, tem alguma coisa muito errada com esse torneio! Ela afirmou, - Tem mesmo, nós também queremos descobrir o que é, o Kelpie afirmou, - Muito bem então, quero que tenham muito cuidado, os participantes não são os únicos com os quais vocês tem que se preocupar, ela explicou, - Hm... sim, tomaremos cuidado, pena você não poder participar, ele a disse, - Posso entrar com a regra do reserva se alguém se ferir, mas espero que isso não aconteça, ela explanou, Gary concordou, e os dois se despediram, - A propósito, eu sei qual é sua missão este ano Gary, e acho que devia contar para todos! O Kelpie a encarou incrédulo enquanto subia em direção do castelo, ''Agora Blair também sabia? Como?''

Luke continuava a se revirar em sua cama, não parecia ser capaz de achar uma posição em que um de seus membros não ficasse exposto ao frio da noite, ele não podia parar de pensar no torneio amanhã, ''Será que lutaria no primeiro dia?'' ''Perderia a confiança de seus amigos se perdesse?'', ''A escola riria dele durante uma luta?'', ''Seriam capazes de vencer não só Hisasaya, mas também Reefside e Prominência?'', todas essas perguntas não paravam de inundar sua mente, enquanto um suór frio escorria de sua testa, se ele não conseguisse dormir, daí sim estaria perdido, pois não teria descansado logo para o primeiro dia de batalhas ferozes, viu uma sombra se aproximando de sua cama, e rapidamente se levantou, acionando sua Espada Espectral, - Calma calma, aqui é o Leonard, cochichou seu colega de quarto, fazendo ele desativar a arma, - Aqui tome isso se não consegue dormir, o Vampiro entregou à Luke uma pílula azul, Luke a reconhecia da aula de Samantha como uma pílula do sono, ele agradeceu Leonard e logo dormiu depois de ingerí-la.


Brenda e Blaise ainda estavam sentadas na sala da Deprecius, nenhuma das duas parecia ter algo a dizer, ou melhor, nenhuma das duas sabia o que dizer, amanhã lutariam, não só por seus amigos, mas também pela honra de sua escola, que de acordo com Taylor, havia ficado em segundo lugar nas últimas sete décadas, por fim, Blaise quebrou o gelo, - Que coisa, não era nem para eu estar no time, Brenda verificou que a colega estava realmente complexada por tomar a posição hipotética da amiga delas, e por fim, resolveu tentar animá-la - Blaise, nós confiamos em você na mesma quantidade que confiaríamos à Blair, Blaise elevou sua face, dando um meio-sorriso, - É que eu mesma não tenho idéia do que eu estou fazendo me metendo em uma luta, eu nem gosto mais de lutar! Exclamou ela, mas Brenda então sentou-se à seu lado, - Eu também não gosto, mas veja, disse ela apontando para os raros membros da Deprecius que ainda permaneciam na sala, - Eles a escolheram para participar, pois confiam em suas habilidades, não é uma honra? Perguntou a Lobisomem, - Você está certa, me sinto um pouco honrada agora, bem, vou dormir, boa noite! Disse a Metamorfa com um aceno, Brenda acenou, e de fato, acabou dormindo no sofá mesmo, com o calor da lareira a aquecendo.

Havia festa na Lucemis, todos os seus membros estavam na pequena sala, e James e Jonah também, passavam bebidas de um para outro, e ocasionalmente gritavam embriagados, - JU-LI-ET! - KA-IN! ORGULHOS DA LUCEMIS VOCÊS VÃO CHUTAR TRASEIROS! para Juliet, que sentava num canto com Kain e Genevieve, era inacreditável que eles estivessem fazendo bagunça e não deixando eles dormirem, - Porque não para eles? você é monitora! Kain indagou, - Olha aqui, a mestra pode fazer o que ela quiser, ela só não os para porque está cansada! Disse Genevieve furiosamente séria, - Gen, agora é você que está fazendo bagunça! Exclamou Juliet, irritada, - ME DESCULPE MADAME! Genevieve chorou rios de lágrimas, mas foi interrompida com a chegada de Carmela, que sentou-se e com um estouro encostou a face na mesa deles, - O que você faz aqui? Kain perguntou, mas através dos balbúcios da garota, só puderam entender, ''Jonah... arrastou... não queria estar aqui... boa noite'', eles riram, e após a festinha acabar, dirigiram-se para seus quartos, menos Juliet que ficara dormindo na mesa como sua amiga.

Hayato desenbainhou sua katana, estava treinando na sala de manejo de armas, a qual ele havia invadido como Fantasma, - Não é o bastante, não é o bastante, não é o bastante! Gritou enquanto golpeava o bobinho de treino, era bom que fosse um local aberto e alto, não o ouviriam levantar a voz alí, ou achava que ninguém ouviria, - Achei mesmo que o encontraria aqui... Hayato se virou com a voz repentina, e viu que era Jack, se aproximava dele, - Que tal termos nossa competição, como combinamo? O Dullahan sugeriu, os olhos de Hayato se arregalaram. Estavam agora em um palanque em linha reta, um em cada ponta, assumindo suas posições de batalha, o Fantasma empunhava sua confiada Shirojima, enquanto o Dullahan usou Chariot para invocar uma Katana de baínha negra e detalhes vermelhos, ambos as desenbainharam, e assumiram posições, e então, em um entendimento mútuo, começaram, Jack teve o primeiro ataque, mas Hayato o bloqueou, seguiu com várias golpeadas furiosas, mas Jack defendeu à todas, Hayato então saltou para trás, voltando à sua posição, Jack manejava a katana de um modo que ele nunca havia visto, mas algo o irritava, - Use toda a sua força! Vociferou ele, - Então você percebeu... Jack notou.

Ele então concordou em lutar de verdade, em um piscar de olhos, apareceu diante à o Fantasma, mas ele defendeu, mesmo que a pressão da lâmina de Jack estivesse exercendo uma força descomunal sobre seus pés, que começavam a fraquejar, Hayato persistiu, golpeando uma vez atrás da outra, mas Jack bloqueava-o com tanta naturalidade que isso irritava Hayato, continuaram no mesmo ritmo até que Hayato julgara ter encurralado o Diretor, pois este estava agora no fim da linha em seu lado, Hayato tornou Shirojima horizontalmente e tentou dar uma última estocada... Mas Jack posicionou sua katana verticalmente e se postou ligeiramente para o lado esquerdo, devsiando do golpe, e à medida que o Dullahan andara para frente sobre o palanque, sua katana passou pela lâmina da de Hayato, e ao posicionar-se atrás do garoto, Jack acertou-o nas costas com a bainha de sua katana, mas Hayato não caiu, desta vez saltou, brandindo sua katana de um lado para outro, atacando ferozmente, neste ponto ele estava inclusive gritando, - Por que você não cede?! Por que não cai!? Perguntava ele, e então, Jack resolveu terminar a disputa, girou sua katana para cima, atingindo a katana de Hayato e fazendo-a voar, caíndo ao chão, desarmando o Fantasma completamente, ele então apontou a ponta da lâmina ao pescoço de Hayato, que reconhecia sua derrota caindo de joelhos, - Eu sei porque você não conseguiu me derrotar, não foi por falta de habilidade, mas sim por falta de uma razão, Jack lhe explicou, - Uma razão? Perguntou-lhe incrédulo, - Sim, veja, você luta para se tornar o melhor, mas porque motivo você quer se tornar o melhor? Eu, por exemplo, melhoro minhas habilidades para proteger àqueles com os quais eu me importo, mas se você não tem ninguém, não tem motivo para melhorar, Jack então mostrou sua katana à Hayato antes de sair, ele a reconheceu, era Kuroyama a lâmina irmã de sua própria arma, ele estava tão focado em vencer, que nem notara, o Fantasma limpou o começo de lágrimas e se concentrou novamente, pegou sua arma do chão, e agradeceu e se desculpou com ela.


Traduções:
Spoiler:
Kuroyama, Japonês para Montanha Negra
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 17: Que Comecem os Jogos!!!

Mensagem  Jack Jerripher em Sex Fev 08, 2013 8:25 am

O grande dia estava ali, os ânimos estavam à flor da pele, e não só para os participantes do grandes jogos monstruosos internacionais, que já haviam sido levados ao local do torneio, mas as torcidas também estavam nervosas, os alunos das quatro academias, que haviam chegado ali por portais, estavam todos esperando no campo nas terras do castelo, - Afinal, onde vai ser o torneio? James perguntou à Jonah, que deu de ombros, - mal dá para respirar aqui... Comentou Valery para Charles. Todos estavam além de fitas amarelas de segurança, com os professores na frente de seus alunos, e então Sophie soou o apito que tinha, assim que o fez, todos sentiram o mundo tremer, - Um terremoto?! Flint se surpreendeu, - Não, isso vem de cima! Apontou Genevieve, todos então ficaram pasmos, um círculo mágico de cor negra havia aparecido por entre as nuvens, e dele parecia sair uma grande estrutura, era sem dúvida, um coliseu.


- James! Jonah! Gen! Flint! Os colegas olharam para o alto, procurando no grande domo, até que viram que de alguns arcos, os competidores do time de Grave estavam abanando para eles, mas nem isso retirava a estranheza de ver um domo enorme cair do céu e então colar ao campo verde sem nenhum estrondo, as filas de entrada foram formadas, pois cada torcida usava uma entrada para seu lugar na arquibancada, apesar de ser um evento de integração, haviam tido problemas de brigas de torcidas em anos anteriores. Nas barracas dos participantes, no subsolo do coliseu, a Equipe Grave vestia seus uniformes, que consistiam em um comprido colete branco com detalhes roxo-escuros, com uma camiseta negra simples por baixo, calças cinza e botas da mesma cor, que facilitavam o movimento, tomaram então uma pílula cada um, lembraram-se de quando Jack dera para eles, - Está pílula é para simular sangue se vocês virem à se machucar, preenche-os com um sangue artificial, que é só para aparências, todas as equipes vão utilizar, é para deixar o torneio excitante sem botar vocês em risco, ele os explicou, ouviram então uma batida na porta, e assim que viram que todos já estavam vestidos, Juliet abriu a porta.

Lá estavam Igor e sua secretária Kate, - O que devemos a presença do líder dos caçadores? Juliet perguntou, lisonjeada com a presença deles ali, Igor colocou a mão na cabeça da jovem e os disse em voz alta e jovial, - Vocês acharam que eu não ia vir ver vocês em ação? Todo mundo veio assistir vocês, até os dez membros do conselho! A notícia os surpreendeu, - Eu sabia que o evento ia ser televisionado pelo Monster Channel, mas os membros do conselho? Aqui? Brenda perguntou, - Bom, eles sempre supervisionam o evento, ainda mais porque Jack, Sophie e Ur estão aqui, Kate explicou, ageitando seus óculos, - Bom, acho que faz sentido, Luke opinou, - Só passamos aqui para dae boa sorte à vocês, cá entre nós, eu sou um dos juízes, e não deveria ter preferências, mas acho que dentro de mim, espero muito de vocês, explicou Igor, a mensagem era ao mesmo tempo reconfortante e um pouco problemática, mas todos haviam sido tocados com a visita.

- Muito bem pessoal! Eu sou Richard Wingrates, líder da associação Wingrates, e fui convidado para ser apresentador e um dos juízes dos Grandes Jogos Monstruosos Internacionais deste ano! Uma salva de palmas foi feita para Sir Wingrates, que estava no meio da arena, com um microfone, - Cada equipe consiste em 8 participantes, as lutas valem pontos, 10 para o ganhador, 5 para cada se for empate e 0 para o perdedor, as duas academias com os maiores pontos ao final dos rounds, no sétimo dia desse torneio, se enfrentarão em uma luta completa, mas hoje, haverão as lutas introdutórias, entre os capitães das equipes e depois mais um round de lutas! Declarou ele, - Juliet já vai lutar hoje então, Jonah notou, fazendo James e os outros engolirem em seco, mal podendo esperar, - Agora, senhoras e senhores, quero que deem boas vindas à nossos anfitriões este ano, a Equipe Grave! Anunciou ele, e de um buraco no lado sul do coliseu, saíram eles, todos estavam corados e muito embaraçados de estarem sendo aplaudidos por tantas pessoas, postaram-se em seu lado do coliseu, logo em seguida, veio a Equipe Providência, com seus uniformes cor de vinho e marrom, e o time de Reefside, com suas cores rosa e azul-claro, por último, entrou Hisasaya, com seus tons dourados e vermelho escuros, - Aqui está a Esfera das Decisões! Sir Wingrates apontou uma esfera transparente que flutuava acima do coliseu, - Ela vai decidir que equipe enfrentara qual equipe, e sem mais delongas, COMEÇARAM OS JOGOS! A multidão foi à loucura, Sir Wingrates retornou para seu lugar com os os outros juízes, no meio de uma das arquibancadas, sentou-se entre Jeliel e Mildred Lamuff (ex-Primeiro membro do conselho) com Igor na ponta ao lado de Jeliel, a esfera girou rapidamente e o símbolo de Hisasaya, uma montanha dourada com um fundo vermelho apareceu, todos observavam a esfera, e o símbolo de Reefside, um recife de corais apareceu, logo abaixo destes, a sepultura com caveira de Grave e a águia de Prominência se mostraram.

De cada lado da arena, postaram-se Jiang Yi, um jovem de estilo tardicional chinês, com o cabelo preso em um coque amarrado com uma toca, um estilo popular da china antiga, suas vestes lembravam uma mistura de roupas chinesas e japonesas, como era o uniforme de seus colegas, e do outro, era Marcia Dawson, uma jovem de pele bronzeada e cabelos loiros encaracolados, estava usando um estilo provocativo, com o colete aberto, mostrando seu decote e botas como seus colegas, foi soado o início, com um sino, Marcia, que era muito confiante, não perdeu tempo, bateu palmas, e uma rajada de vento cortante foi lançada, cortou um pedaço do chão da arena, mas ai chegar a Jiang, ela desapareceu, e uma chuva logo caiu sobre o garoto, - UAU! Marcia Dawson usa um ataque para distrair e esconder o outro! Anunciou Igor, mas assim que as coisas tornaram-se claras, todos viram que o garoto movia suas pernas em um ritmo fluído, de lado para lado, enquanto mexeu seus braços em um círculo, uma aura verde se formava a seu redor, - Incrível! A Chuva de Veneno de Marcia não fez efeito algum em Jiang, Mildred anunciou, - Essa é uma dança, conhecida como Dança do Metal, que aumenta os poderes defensivos, explicou Jeliel, sua voz calma reconfortou à todos, Jiang Yi era um Bandoliano, uma criatura que podia usar danças para efeitos místicos, então partiu correndo para Marcia, ele tirou duas facas de seu cinto, e as segurou, tentou acertá-la com elas no meio de chutes, mas Marcia parecia melhor em artes marciais do que em magia pois não só desviou, mas também acertou um soco nas costas do garot, que o fez retroceder, ele então, parecendo enfim respeitar sua adversária, voltou calmamente à seu lugar.

- Eu irei usar minha técnica, Dança dos Cem Guerreiros, e isso chamará um número específico de guerreiros, vou deixar você escolher o número, eu posso invocar cem ao todo, qual número você quer enfrentar primeiro? Perguntou ele, calmo e conciso, - Inesperado, Jiang Yi de Hisasaya faz uma proposta à Marcia Dawson de Reefside, quantos será que ela vai enfrentar? Narra Sir Wingrates, - Vamos começar com... três, Marcia escolheu, de seu lugar, Carmela houve um do time de Hisasaya sussurrar, - Ela está acabada. Após uma vigorosa porém curta dança, uma aura negra se forma em volta de Jiang, três homens com vestes de guerra e espadas aparecem no campo, seus olhos vendados, Marcia se transforma em sua forma de monstro, uma Sirene, metade sereia e metade ave, e manda uma onda de água na direção dos guerreiros, mas os três pularam-a, desenbainharam suas espadas e partiram para o ataque, a garota desviou de dois golpes, mas o terceiro abriu um corte em seu braço, o sangue falso fluiu, mas todos já sabiam que não era de verdade, mesmo assim ela estava ferida, os três guerreiros não ficaram mais fracos, pelo contrário, pareciam mais rápidos, Marcia mandou uma ventania, soprando um para a parede, fazendo-o sumir, derrotado, mas assim que o fez, os outros dois a pegaram pelas costas, Marcia caiu derrotada.

- E é isso! Em uma espetacular conclusão, a primeira partida dos jogos termina, 10 pontos para Hisasaya! Anunciou Igor, com a multidão indo ao delírio, mas de volta aos outros três times, ainda estavam todos em choque, - Apenas três deles foram capazes de derrotar alguém? Gary perguntou, incrédulo, o time de Reefside acompanhou Marcia, enquanto era levada em uma maca para ter seus ferimentos tratados, Prominência parecia igualmente horrorizada com a força de Jiang Yi, já no time dele, seus colegas o parabenizavam, um deles demonstrou um gesto imaturo ao time da Grave, mas após cinco minutos, Juliet tomou seu lugar na arena, ''Podia ter sido eu...'' pensou ela, lembrando de Marcia caída no chão, mas logo se focou. - A segunda partida irá começar, Juliet C. Sariel da Grave e Pedro Cuarón de Prominência!

Em um soar começou a partida, desta vez Juliet tomou a dianteira, disparou milhares de ossos afiados em direção à seu adversário, - Esse é o golpe Artilharia de Ossos, Mildred notou, Pedro, um garoto altoo e magro, de cabelo negro e sobrancelhas esquisitas se esquivou se entortando para trás, era incrível o quanto elástico ele era, mas Juliet logo o seguiu, criou dois enormes Pilares de Osso, e eles saíram voando para frente, Pedro, que esquivou-se do primeiro, foi atingido pelo segundo, e caiu no chão, - O primeiro golpe vai para Juliet! Anunciou Jeliel, mas Pedro logo destorceu seus braços e perna, - Como faz isso? Juliet perguntou, todos pareciam impressionados com isso, Ele sorriu, - Eu revelarei o que eu sou de verdade, trema em medo! Gritou, ele então revelou ser... um Zumbi, seus colegas de equipe, os juízes e Juliet deram um facepalm, - Porque está assim? Está com medo? Juliet então estalou seus dedos, e de súbito, Pedro assustou-se por não conseguir mais controlar seu corpo, que se movia sem seu comando, - M-m-mas, que magia é essa? Perguntou assustado, - Eu sou uma Necromante, era para se perceber, pelos ossos, Juliet comentou, em uma mistura de decepção e vergonha, Pedro abriu a boca em choque, e seu queixo caiu ao chão, literalmente, Juliet estalou os dedos novamente, e ele voou para uma das paredes do coliseu, esmagando-se contra a parede, - Em uma vitória fácil a partida termina, 10 pontos para Grave! Anunciou Sir Wingrates, Juliet suspirou, - Eu queria mais diversão que isso... reclamou enquanto voltou à seu lugar, Pedro foi removido para a ala hospitalar do coliseu, e todas as atenções voltaram à esfera, que anunciava Reefside contra Prominência e Hisasaya contra Grave.

avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 18: Covardia e Retribuição

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Fev 11, 2013 3:57 pm

- Como foram escolhidas as academias que se enfrentarão no segundo round, os participantes que se enfrentarão serão demarcados pelos símbolos de seus uniformes, o símbolo de quem for escolhido brilhará em uma luz branca, Sir Wingrates anunciou, poucos segundos após o fato, os times de Reefside e Prominência pareciam ter se surprendido, os brasões de suas academias brilharam, e dois foram escolhidos, seus nomes então apareceram na esfera que flutuava no meio da arena, Wesley Bleak contra Miguel Teva, Pauline assoprou um beijo brincalhão para Joachim, que ficou todo sem jeito, os diretores se sentavam em lugares separados em uma banca, em lados opostos aos dos juízes, nas arquibancadas do outro lado do coliseu.

Wesley se postou em um dos lados do campo primeiro, parecia muito com Gary, tinha cabelos e olhos negros de mesmo estilo, mas era levemente mais baixo e menos musculoso, sua pele também era levemente mais escura, Miguel era alto e um pouco gordo, seu cabelo marrom-escuro repartido ao meio, tinha uma aparência um pouco desleixada, o sino soou, Wesley não perdeu tempo em se transformar, era um Dullahan, sua armadura era de cor azul-escura e sua chama de cor amarelada, sua arma de escolha era uma marreta negra, soprou então seu fogo pelo estádio, caustiicando-o com as chamas amareladas, Miguel porém, saltou e ao tocar o chão, pedras saíram de dentro do chão e voaram em direção à seu inimigo, - Um esplêndido uso de Magia de Terra, notou Jeliel, entertido. Enquanto a partida deles começava, os times de Hisasaya e Grave estavam ansiosos, tomavam suas pílulas de sangie artificial em seus estandes, que eram em lados opostos do estádio, norte e sul respectivamente, como haviam sido instruídos à fazer antes de suas partidas, - Hm... não sei se sou só eu, mas o gosto delas não tá um pouco estranho? Kain perguntou, - Não é só você... mas quem sabe esse lote é um pouco diferente, postulou Brenda, olharam de volta para a luta.

Wesley rebateu as pedras para longe com sua marreta, - A velocidade dele com aquela arma é muito boa, Jack comentou com Pauline, que sentava à seu lado, ela sorriu, uma das pedras voltou bem em cima do garoto, por um segundo, todos pensaram que havia sido esmagado pela própria pedra, - A fumaça e o fogo do estádio não ajudam na visibilidade! Narrou Mildred, mas então, através da fumaça feita pela pedra, podia-se ver uma silhueta, Miguel estava bem... exceto que agora tinha em torno de sete metros de altura, - É um Gigante! Juliet comentou com os colegas, - Tamanho não é documento! Gritou Wesley da arena, - Coisas sem cabeça não deviam falar, retorquiu Miguel, Luke desviou o olhar para Jack na banca dos Diretores, ele parecia querer acabar com Miguel ele mesmo pelo comentário contra os Dullahans. Os passos de Miguel, sozinhos, eram capazes de fazer o chão tremer, mas assim que andou só um pouco, percebeu que andara sobre o fogo e agora segurava seu pé gigante, o assoprando, a platéia riu, - Quanto maiores são... maior é a queda, disse Wesley, que aproveitou a chance, e correu para o pé que ainda estava no chão, ele então ergueu sua marreta e acertou o dedão do Gigante com toda a força, fazendo o urrar e tombar para trás, uma barreira mágica, que protegia as arquibancadas o segurou.

- Vitória de Wesley Bleak, 10 pontos para Reefside! Mildred anunciou, o time de Reefside ficou feliz, com seu primeiro ponto no torneio, enquanto Miguel diminuía para sua forma humana, e era levado pelos paramédicos, em seguida, após os quinze minutos de intervalo os símbolos de Grave e Hisasaya apareceram na esfera, e os brilhos vieram, os nomes então apareceram, Blaise Cocteau contra Mosuke Morisawa, Blaise engoliu em seco, e pulou a estande de seu time, - Chute o traseiro dele! Luke motivou, Blaise concordou e confiante, partiu para seu lado, deu uma olhada para Jack, que a deu o sinal de thumbs-up, Mosuke olhou para Ur, mas ela nem se mecheu em seu assento, - Era de se esperar da mestra, sempre fria... Comentou, - Ei! Aquele não é o nojento que vive fazendo cara feia pra nós do estande deles? Gary perguntou, e Hayato confirmou, - Mosuke Morisawa... é um retardado, Mosuke tinha seu cabelo obviamente tingido de loiro, com corte emo e um piercing na sobrancelha, usava lentes de contato vermelhas, sua aparência contrastava com a de Blaise, os cabelos de fogo e olhos verdes gentis, o sino soou.

Mosuke carregou energia e soltou trovões com Magia de Raio, - Um começo muito rápido e efetivo, Igor comentou, mas assim que a fumaça do poderoso ataque se dissipou, todos viram que Blaise estava de pé, nem havia se movimentado, isso obviamente irritou Mosuke, que soltou desta vez três rajadas juntas, mas as três sumiram ao chegar perto de Blaise, uma parede transparente foi vista em sua frente, - É uma técnica defensiva, Pantomimé! Anunciou Jeliel, surpreso, - Não é uma técnica comum, é necessário ter poderes psíquicos muito desenvolvidos para usá-la, acrescentou Mildred, Blaise então tocou na parede, e ela se quebrou, seus cacos voaram para Mosuke, que rolou para o lado, para esquivar, porém um caco grande se fixou à sua perna, jorrando o sangue artificial, - VADIA! Gritou Mosuke, que então transformou-se, era um Espírito Vingativo, pareceria muito um Fantasma, se não estivesse sempre com uma carranca e ter apenas a cor azul e estática pelo corpo inteiro, ele flutuou sobre o campo rapidamente, chegando perto de Blaise, gritou com uma horrenda voz, assustando até às arquibancadas, Blaise fora assoprada para longe, mas no ar, criou uma parede invisível para se sustentar, - Uma técnica de Som Horrendo defendida com grande astúcia, anunciou Sir Wingrates, Blaise então se transformou em àgua, e amarrou o espírito em si mesma, - Não só tem poderes psíquicos como é uma Transformista! Anunciou Igor.

Sua mão se transformou em um porrete, com o qual ela acertou a cabeça do espírito repetidamente, fazendo-o voltar à sua forma de humano, Blaise o soltou e saltou para trás, estava claro que ela estava dominando a partida até ali, Mosuke então gritou mais uma vez, e soltou uma onda de Magia de Fogo, era claro que era uma magia de extremo alto nível, que Blaise parecia estar tendo problemas para conter, mas após manter as defesas por mais alguns segundos, vira que conseguiu, - Onde ele está? perguntou-se, ao notar que o fogo se dissipara mas o adversário não estava mais lá, porém, foi aí que todos no coliseu se assustaram, um som horrível de perfuração se fez presente, - Não! Kain gritou, uma faca atravessava o estômago de Blaise, Mosuke, com um sorriso maníaco saia de dentro do chão atrás dela, ele retirou a faca da garota, que tombou no chão, jorrando sangue, ao fazê-lo, Carmela e um garoto do estande de Prominência se levantaram de seus assentos, - O que foi? Gary perguntou, Carmela estava branca de pavor, - O sangue... é real, comentou, para o choque de todos, Kain pulou de seu lugar para a arena, - Erm... vitória de Mosuke Morisawa, 10 pontos para Hisasaya, anunciou Igor, desconcertado com o incidente, Ur também parecia inquieta, sabia o que o seu discípulo havia feito, Kain correu para Blaise, - Aguenta aí, tudo vai ficar bem, disse para ela, e segurou a sua mão, ela desmaiou e ele então seguiu-a quando foi levada pelos paramédicos.

- O placar final do dia é o seguinte: Hisasaya lidera com 20 pontos, Grave e Reefside estão logo atrás com 10 pontos, e na lanterna está Prominência, ainda não marcando, anunciou Sir Wingrates, - As lutas de amanhã serão realizadas à noite, nos encontrem novamente apartir das 21:00, acrescentou Mildred. Na enfermaria, todos já haviam sido liberados, exceto Blaise, que não acordava, - A faca estava embebida em veneno, Cattleya notou, enquanto estancava o sangramento, - Que crueldade, já não bastava atacar por trás... Hilda comentou, Kain segurava a mão dela, parecia nem notar a presença dos outros ali, - Kain e Blaise? Perguntou Juliet, Brenda assentiu, os dois haviam começado a namorar um mês atrás, mas faziam segredo, Jack então entrou no recinto, parecendo preocupado, assim que Hilda o forneceu com detalhes, inclusive que o sangue não era artificial, ele se aproximou dos estudantes, - Diretor Jerripher, nossas pílulas foram alteradas! Luke declarou, Jack vira que todos eles estavam injustiçados, - Entendo o que dizem, mas não temos provas, - O sangue é real, eu sei disso! Carmela levantou a voz, ela raramente fazia isso, - É claro que foi Mosuke, é bem do feitio dele, comentou Hayato, - Eu não duvido de vocês garotos, sério, mas não há como provarmos, os traços da pílula nos seus sistemas já desapareceram, de agora em diante, eu mesmo os darei as pílulas pessoalmente, vou falar com Ur hoje à noite, ele então passou ao lado de Kain e da garota, e a desejou melhoras, e se retirou dali.

À noite do mesmo dia, a equipe de Hisasaya, que estivera comemorando sua vitória nos jogos de hoje no mirante do lago, se retiravam em grupo para fora do castelo, indo em direção de seu complexo, para dormir, Sora beijava Mosuke loucamente, ela nunca dera atenção ao garoto até sua vitória, - Mandou muito bem hoje garoto, notou Hiro, um de seus colegas, com visual estilo Kei e cabelos selvagens castanhos, Kayako, Saya e Leelang concordaram, rindo como hienas, porém Jiang Yi e FREEZE pareciam não concordar, olharam-se de relance, mas ignoraram o resto dos colegas, foram os primeiros a ir dormir, os outros logo seguiram, Sora sussurrou no ouvido de Mosuke que deixasse a porta de seu quarto aberto, provocando um sorriso no jovem, que ficara para trás, pois queria se vangloriar da vitória mais um pouco, se aproximou dos muros de entrada do castelo, e tirou uma lata de spray de pichação do bolso, estava prestes a pichar uma mensagem de desdém no muro quando ouviu uma voz, fria, mas reconhecidamente feminina atrás de si, - Ouvi dizer que machucou minha amiga de propósito, ele olhou para trás debochado, encarou uma pessoa encapuzada, podia ver seu cabelo comprido loiro brilhando sob a lua...
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 19: Suspeitas

Mensagem  Jack Jerripher em Sab Fev 16, 2013 3:53 pm

Mosuke corria de um lado para outro dos campos da Academia, a cada pouco, Blair atirava uma magia perto dele, - Já vi você correr, agora quero ver você dançar! Declarou a Bruxa, que seguiu a usar Magia de Fogo para jogar pequenas brasas perto dos pés do garoto, que como ela havia dito, começara a dançar para não se queimar, - Por favor, pare! Gritou ele, histérico, - Parar, porque deveria? Ela então se aproximou dele, enquanto ainda usando as pequenas brasas, e lhe deu um soco na cara, derrubando-o no chão, e assim que caiu, ela posicionou seu pé sobre o estômago dele, - Você sabe quanto sangue ela perdeu? Porque eu posso te mostrar, - Não não, pare, eu mereço isso, eu não queria envenená-la! Gritou ele, entre tentativas de respiração abafadas, com medo, de repente, Blair ficou muda, mas não tirou seu pé da posição, e então aproximou o rosto dele, - Você a envenenou? Perguntou, ele confirmou, - Você jura que não vai fazer isso novamente? Ela indagou, ele balançou a cabeça positivamente, e a Bruxa o deixou ir, mas quando estava à poucos passos de entrar no estabelecimento das outras Academias, ela lançou-lhe uma Magia de Gelo, prendendo-o em um bloco de gelo, - Para que vejam sua cara de covarde! Declarou, antes de sair.

Na manhã do dia seguinte, Luke desceu as escadas do nono andar e visitou Blaise na enfermaria, ela não estava mais tão
pálida como ontem, mas ainda não parecia bem, Kain havia dormido segurando sua mão, Luke lembrou-se dele mesmo nesta posição quando Blair estava no lugar de Blaise, ''O que a gente não faz por quem se ama...'' Pensou, mas então começou a corar, ''Eu... amo a Blair? Amor, amor mesmo? Eu acabei de admitir isso''... Mas seu pensamento é interrompido por uma voz vinda de traz lhe dando bom dia, ele se vira e vê Brenda e Gary entrando, - Acordou cedo hoje? Gary perguntou, Luke confirmou com a cabeça, - Não te vimos no café da manhã, Brenda explica, ainda mantendo um tom de voz baixo para não acordar os amigos que dormiam, - Eu acordei muito cedo mesmo, e fui treinar um pouco com Juliet, Hayato e Carmela, lá no coliseu, - Ah, naquele ginásio que eles tem perto dos vestiários, não é? Brenda perguntou, Luke então confirmou, - E por que saiu? Gary perguntou, e logo então se corrigiu, - Não que eu queira dizer que você se cansou, eu só queria saber... - Tudo bem, sorriu o garoto, mas logo após o sorriso, fechou a cara, - Aqueles nojentos da Hisasaya chegaram lá para treinar, não aguentei, Brenda e Gary pareciam intrigados com isso, - Bom, pelo menos aquele garoto, Mosuke, teve o que mereceu, disse Gary, em uma mistura de sorriso e contentamento, - O que quer dizer com isso? Luke perguntou, e Brenda então explicou, tentando conter o riso e ser séria, - Ele amanheceu congelado nos campos, alguém quis vingança, Luke riu brevemente, mas logo se calou, olhando para o estado de Blaise, os três então foram surpreendidos com a porta da enfermaria se abrindo.

No ginásio do coliseu, Hayato quietamente limpava sua katana e Juliet e Carmela, que trocavam turnos em socar um saco de areia, não podiam deixar de olhar o time de Hisasaya, estavam furiosas pelo que haviam feito à sua amiga, mas não podiam fazer nada à respeito, ou seriam desclassificadas, - Não se preocupa Carmela, isso vai melhorar nossa prática, disse Juliet, piscando um olho, enquanto a amiga socava o saco de areia, de fato, socou-o com tanto vigor que ele se desprendeu e voou pela sala, surpreendendo até mesmo aos de Hisasaya, três de seus membros estavam faltando, Mosuke estava sendo descongelado, e mais um membro além do capitão do time estava faltando. Com um choque, Luke, Gary e Brenda viram os dois competidores de Hisasaya entrarem pela enfermaria, a Lobisomem e o Fantasma não se conteram, viraram suas formas originais e saltaram sobre o outro par, porém Gary prendeu seus próprios amigos em bolhas com Magia de Água, e os retornou para seus locais, - Não façam isso, não aqui na enfermaria e nem dentro do castelo, advertiu o Kelpie, que também estava irado, mas era bom em se controlar, - Não queremos confusão, Jiang Yi explicou, - Justo o contrário, sorriu desajeitado o membro a quem não conheciam.

Assim que todos saíram da enfermaria, Luke disse, - Expliquem-se, em um tom comandativo, o garoto que não conheciam, mais ou menos da altura de Luke, mas um pouco mais magro, de traços coreanos e cabelo curto liso - Eu e o Ji, a propósito, me chamam de FREEZE, mas meu nome verdadeiro é... FREEZE iria continuar falando, mas os olhares dos três da Grave deixaram claro que não estavam para piada com eles, - Bem, eu e o Ji viemos aqui nos desculpar... Luke e os amigos não pretendiam deixar qualquer emoção que não fosse raiva transparecer, mas o choque foi grande demais, - E por que acreditaríamos em vocês, depois do que fizeram? Rosnou Brenda, - Não nos entendam errado, não somos amigos de nossos outros colegas, e muito menos aprovamos de seus comportamentos, Explicou o capitão do time, - Acredito no que dizem, Luke declarou, tirando a tensão de sua face, - Sim, dá para ver nos olhos deles que não são maus, Brenda explicou, - Agradeço por se preocuparem com ela, disse Gary, - É bom ver que tem uma amizade unida assim, FREEZE notou, se ao menos as coisas fossem assim em Hisasaya... Adicionou, - Quer dizer que todos os outros são babacas psicóticos? Brenda perguntou, - Mais ou menos isso... Confirmou FREEZE, rindo desconfortável, - Nossa diretora está sempre fora, e os outros professores não dão conta do recado, explicou Jiang Yi, - É uma pena, aqui na Grave, mesmo que nós tenhamos desentendimentos, somos uma família unida, que ajuda seus parentes, Luke explicou, tendo lembranças de sua própria adaptação à vida de morto. Um entendimento havia sido formado, - Bom, Luke, eu e Gary vamos à biblioteca pesquisar sobre os torneios passados, Brenda notou, Luke disse que iria junto, - Ahn, não queremos nos intrometer, mas podemos ir também? FREEZE perguntou, - Não vejo porque não, opinou Gary, - Vejam, pode ser só a gente, mas achamos que tem algo de errado com esses jogos... Luke explicou, - Também suspeitamos disso... Jiang remarcou.

Chegando ao quarto andar, encontraram Juliet em seu caminho, ela olhou um pouco para FREEZE e especialmente para Jiang Yi, mas não fez mais comentários, ela abriu a porta para os colegas e os visitantes, - Ora ora, quem é vivo sempre aparece! Achei que tinham me esquecido! Declarou Kalifa, - Deve ser a fama e o prestígio de participar do torneio... Brincou ela, fazendo os membros da Grave rirem, - Bem... nós somos... Assim que Jiang ia se apresentar, Kalifa se virou para eles, - Sei quem são, informação é meu trabalho, - Kal, sabe onde tem informação sobre os jogos? Brenda perguntou, Kalifa desapareceu por entre os livros, - Ué... por um segundo me esqueci onde estava, eu sei tudo de cor aqui... como é possível, ah, agora já achei mesmo, disse ela entregando um pesado livro com o coliseu de ontem na capa, nas mãos da Lobisomem, que se dirigiu com os colegas e convidados para a maior mesa de lá, passaram por Lorelei e Mimi, que acenaram para Gary em maneira flertiva, - Brenda abriu e olhou o índice, - De acordo com isso, houveram já dez jogos, o que significa que o primeiro foi em 1913... Remarcou, a informação, - Os jogos foram sempre realizados entre as quatro maiores escolas, Grave, Reefside, Hisasaya e Prominência, Jiang Yi leu em voz alta, o trecho em particular fez Gary quase saltar do assento, Brenda, Juliet e Jiang também pareciam entender, deixando Luke e FREEZE nas escuras, - Kalifa, pode nos trazer alguma coisa sobre a Academia Providência? Juliet pediu, - Ora ora, pesquisando os adversários hã? Ela logo saiu de trás de uma das estantes com o livro, Juliet tomou-o em suas mãos e logo apontou um fragmento nas primeiras páginas com o dedo indicador, os olhos de todos se arregalaram, - Fundada em 1989, Luke leu.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 20: Tramas Escondidas

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Fev 25, 2013 1:21 pm

Mesmo que todos tentassem articular o que haviam descoberto, era difícil, ficaram, em sua maioria, olhando focalizados para o livro, como se tivessem errado alguma coisa e estivessem procurando pela informação correta, e como se fossem encontrar uma passagem de texto que explicaria o erro, mas não havia nada, apenas uma impossibilidade, bocas se abriam e fechavam novamente, suor gelado escorria, mãos tremiam e as gargantas palpitavam, - Pode... pode haver algum erro nas datas, eu vou checar com a Kalifa, disse Brenda, se levantando de súbito, o grupo ficou apenas olhando-a, e a viu retornar com o livro na mão, dava para ver que sua expressão era ainda mais confusa - Checamos no computador, e os dados do livro não conferem, Kalifa diz que pode ser erro de impressão, apesar disso, todos ainda sentiam que havia algo de errado neste torneio, - O prêmio! Exclamou Luke, - Como? Perguntou Jiang, - Que tipo de torneio não anuncia o prêmio na abertura? Perguntou o garoto, que embora passasse longe das partidas de esportes na tv de sua casa, ainda sabia uma coisa ou outra sobre torneios, - Outra coisa que não se encaixa, nossa Diretora disse que já conhecia a Academia, e já deveria conhecer, sendo que vem aqui pelo menos uma vez a cada década, Freeze constatou, - é verdade, os Diretores deram um passeio para conhecer o castelo quando chegaram, Gary disse, lembrando-se, - Bom, acho que podemos descobrir mais se nos separarmos, Juliet disse, os outros concordaram.

Na sala dos professores, no nono andar, Jack estava em uma reunião com os outros Diretores e os juízes, - Como disse, as píluas de sangue falso foram alteradas, disse o Dullahan, - Diretor, é realmente uma pena, mas não pode provar isso agora, disse Sir Wingrates, - Provar? Vocês todos viram o sangue jorrar daquela garota! Igor defendeu, Mildred, ajeitando sua figura corpulenta na cadeira, concordou, - Ora, vamos, acidentes já aconteceram nos anos anteriores, e sempre acontecerão, Sir Wingrates reforçou, - Não senhor, eu concordo com Jack, isso foi mais que mero acidente, Ur notou, deixando Sir Wingrates sem ter como se defender, - De qualquer forma que se veja isso, ainda é uma vergonha, explanou Jeliel, imóvel de braços cruzados, calmo, mas ainda em tom triste, - E como não podemos provar o culpado, sugiro que pessoalmente entreguemos as pílulas para nossas equipes, Pauline sugeriu, todos concordaram, e após terem passado a manhã inteira discutindo, precisavam de água e de descanso para os eventos da noite, - Que diabos de torneio não tem nem câmeras no estádio! Igor vociferou, enquanto Kate viera buscá-lo. Assim que todos saíram da sala, Jack olhou para as escadas e perguntou: - Você esteve ouvindo? Sophie concordou, - Pediu para Samantha aquele favor? Ele inqueriu, a Harpia respondeu que sim com a cabeça, - Ótimo, talvez possamos parar de botar nossos alunos em risco por uma competição tão estúpida, disse ele, dando um soco em um copo, quebrando-o em pedaços.

Longe da Academia, em uma sala completamente branca, Osmund fazia seu relatório, - Mestre, consegui infiltrar-me e forneci o time de Hisasaya com pílulas falsas, o resultado foi satisfatório, ele reviu, com prazer na voz, - É uma pena termos que tenhamos que derramar sangue de nossos iguais, mas entenda que isso é apenas o prelúdio para a sinfonia do futuro que quero construir, respondeu a voz melodiosa, distorcida com magia para proteger a identidade de quem falava, - Sim, Mestre! Reportou o Demônio, ele então se retirou, pronto para pegar o portal de volta para Vera Cruz, em seu caminho por um corredor de pedra apareceu mais um homem, alto e dentuço, com aparência magra e pálido, parecendo um grande rato, - Osmund, meu caro! Cumprimentou-o, ''Philipe Seslavii, está aí um homem cruel que não cumpre com suas palavras...'' Osmund pensou, enquanto andava ao lado de Philipe no corredor, - Então, tudo correu bem? o homem o perguntou, Osmund deu de ombros, - Como sempre, mas e você? Osmund perguntou, Philipe gaguejou levemente, mas então falou, - A minha parte vai começar em breve! Disse com orgulho, Osmund não falou nada, - Mas fala aí... você não está curioso... em saber quem nos emprega? o esguio rato o pediu, - Contanto que eu receba meu dinheiro, não é com isso que me importo, respondeu sem emoção, Philipe parou em uma sala no meio do caminho e se despediu de Osmund, que continuou reto e tocou no portal, desaparecendo.

Luke havia ficado tanto tempo checando com os colegas, sobre o que eles sabiam sobre o torneio, que nem reparou que estava atrasado até encontrar James na entrada do castelo, ele correu para botar o uniforme, suspirou, pois não havia brilhado, o que significava que não havia sido escolhido, e então correu ainda mais depressa para o coliseu, passou pela entrada de sua equipe, onde saía na baia da Grave, próxima à arena, de longe, viu que o número de pessoas em sua baia era diferente, mas Blaise não podia estar de volta já... Os olhos do garoto se arregalaram, lá estava ela, com seu próprio uniforme, novamente loira, Blair sentava-se ao lado de Brenda, as duas focadas em conversa, enquanto Gary e Juliet faziam comentários, Kain estava surpreso, mas ainda não estava no clima para piadas, Luke fez um barulho sem querer, e foi notado, a garota o olhou ao se virar, e se levantou, os dois estavam um de frente para o outro, não pareciam poder formar palavras por um bom tempo, - Então você está de volta... Conseguiu acertar as coisas? o Fantasma indagou, - Sim... E eu nunca fiquei assim tão longe de vocês, nenhum dos dois encarava o outro nos olhos, por fim, se sentaram em lados opostos dos bancos, - Constrangedor, Gary suspirou no ouvido de Brenda, que concordou, - Então, quem do nosso time vai lutar? Perguntou Luke, enquanto a luta entre Grave e Reefside era anunciada, - Não percebeu a falta de ninguém? Juliet perguntou, e Luke então viu que Carmela assumia seu posto no campo.

- A esfera parece que não quer deixar nós garotos nos divertirem, Gary falou, fazendo Luke e até Kain rirem, assim que o gongo soou, Carmela andou até sua oponente, Aila Marsh, de Reefside, e as duas apertaram as mãos, - Inesperado! Uma demonstração de respeito e bom desportismo das equipes! Mildred comentou, feliz, - O que ela está fazendo? Kain perguntou, e Juliet respondeu, - Aila é filha da criada da família de Carmela, - Aquela família que ela não menciona muito? Brenda perguntou, - Ela menciona alguma coisa muito? Kain perguntou, agora se acalmando sobre o ataque à Blaise, - Me parece que é o destino, Blair adicionou, fazendo Hayato olhá-la pela primeira vez. Aila, com sua postura pequena e cabelos castanhos compridos, preparou um círculo mágico, e dele soltou três globos transparentes, em rotação, - Esse movimento! Exclamou Luke, olhando para Kain, - Parece que ela também é um Wendigo, o garoto notou. Carmela desviou dos Globos Destrutivos, e então lançou uma onda de morcegos feitos de energia, Aila deviou de sua maioria, mas um deles mordeu sua perna, e então explodiu, derrubando-a, mas antes que Carmela pudesse aproveitar sua chance, o solo sob seus pés pareceu ceder, fazendo a Vampira saltar, porém, assim que o fez, Aila apreceu atrás dela, e com um soco, derrubou Carmela para o chão.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 21: Irmãs de Sangue

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Mar 04, 2013 1:31 pm

- Um poderoso golpe inesperado de Aila derruba Carmela ao chão! Anunciou Igor, animado pelo desempenho das duas competidoras, - Desculpe, mas não posso facilitar, nem para você! Declarou Aila, com um tom visivelmente conflitado entre confiança e pena, - Eu não pedi para facilitar, Carmela respondeu, saindo com um soco de esquerda na face da rival, Carmela seguiu com um chute, mas Aila segurou seu pé e a jogou para o lado, a fazendo se desequilibrar, ela então girou a Vampira pela perna, planejando jogá-la longe, mas a garota foi mais rápida, e desferiu um chute na cara com a perna que estava livre, fazendo a Wendigo soltá-la, e ambas caírem no meio da arena, - Não sabia que você tinha ido para Reefside, Carmela declarou, - As coisas mudam, explicou Aila.

Ambas se levantaram, olhavam-se ferozmente de olho para olho, o olho azul-claro de Carmela era a força irresistível, enquanto o castanho-escuro de Aila representava um obstáculo irremovível, uma tentava prever o que a outra faria a seguir, seguiam nessa dança até algo acontecer, - As lutadoras parecem estar enfrentando-se com cuidado total, Jeliel comentou pacificamente, uma brisa quieta passou por entre elas, levantando um pouco de poeira, e foi aí que as duas aproveitaram, transformando-se em suas formas originais, Aila era uma grande ursa parda, e Carmela, mesmo só tendo ganhado presas ainda mais salientes e olhos vermelhos, parecia igualmente feroz. A Vampira lembrou-se distintivamente de quando as duas costumavam brincar no jardim da grande mansão de Carmela, ela precisava de um guarda-chuva, para não ficar muito no sol, era um tempo muito diferente, seu pai Louis ainda não era um tirano sem coração, Joseph ainda estava vivo, e brincava com as duas, Carmela ainda não havia fechado suas emoções.

Samantha ainda estava tonta, nunca aprendera completamente a viajar com o Hierophant de Jack. A Biblioteca Inifinites ainda a impressionava, se Kalifa soubesse que ela estava indo para lá, teria sem dúvida pulado junto no portal, mas ela agora precisava se focar no que viera ali para fazer, jogou os cabelos loiros para trás, usando seus desenvolvidos olhos de Ninfa trabalhar, procurando entre as inúmeras prateleiras altas encostadas às paredes de mármore, dentre elas qual seria a que ela procurava, - Leis Monstruosas, subcessão de torneios... regulamentos, aqui! Exclamou ela, animada, e então, com a ajuda da escada, subiu para pegar o livro com a capa bordô que ela conhecia, caminhou um pouco com ele, precisando usar algumas de suas vinhas para ajudar a segurar o pesado Vade-Mécum, que era um dos mais pesados livros disponíveis na Inifinites, a biblioteca que magicamente possuía quase que qualquer exemplar já escrito, contendo informações coletadas sobre o mundo dos monstros desde a antiguidade, - Até que enfim uma mesa! Exclamou aliviada, batendo o Vade-Mécum sob a superfície de madeira polida, ela então percebeu o que fez e se desculpou com a madeira, sentou-se na cadeira e começou a folheá-lo, - Posso ajudar, senhorita? Um dos Duendes que ajudavam com a biblioteca perguntou, - Eu gostaria muito! Sorriu ela, não percebendo que ele segurava uma faca por trás de suas costas...

Em apenas um segundo, Carmela preparou sua Lance Effrayant, e Aila fechou os punhos, formando o Martelo Ursa Majoris, as duas olharam-se novamente, determinação cáustica nos olhos, - Ambas se preparam para o ataque final! Sir Wingrates anunciou, os alunos de Grave e Reefside se seguraram em seus assentos, em um piscar de olhos, Carmela criou asas de morcego de uma cor negra, seu corpo reluzindo uma aura de cor vermelh-sangue, e os braços de Aila efulgendo de faíscas, ambos como um demonstração de poder, e dando poucos passos para frente em linha reta, como em uma justa, os dois golpes se acertaram ponta à ponta, criando uma explosão de cores vermelha e dourada, e desta vez os colegas das garotas literalmente tiveram de se segurar em seus assentos, pois a força da explosão quase os derrubou, - Uma colisão impressionante! Comentou Mildred, e assim que ela passou, observou-se que ambas as competidoras estavam em suas formas humanas, ofegantes e sem poderes, uma olhou na face da outra, desta vez com sorrisos ternos, e correram com as últimas forças, acabando por se acertarem mutuamente na face com um soco, as duas caíram ao chão, - Senhoras e Senhores, o primeiro empate do torneio! Cinco pontos para Grave e cinco pontos para Reefside! Anunciou Igor, as torcidas aplaudiram a performance das duas, enquanto eram levadas para tratar dos ferimentos.

- Ela deu o máximo de si, Gary comentou, fazendo todos concordarem, orgulhosos de tê-la como amiga, os monitores se acenderam, com os símbolos de Hisasaya e de Prominência, em um segundo, lá estava Leelang, uma garota chinesa de cabelos negros cumpridos e lisos, - É Leelang, capitã do clube de Arco e Flecha, a mira dela é impecável, Hayato notou, em oposição à ela, entrou Alex, o único americano no time de Prominência, - Porque será que o Joachim não me convidou para participar da escola dele? Luke se perguntou em voz alta, Brenda e Kain o encararam, - Ah é, vocês também são americanos, sabem me explicar? Perguntou o Fantasma, ''Algumas coisas nunca mudam...'' Pensou Blair, - Prominência é a menos conhecida das academias, eles não tem uma chamada muito forte, por isso muitos americanos como nós acabam indo para Grave ou Reefside, Brenda explicou, - Dá para ver isso na falta de motivação, Kain comentou.

O gongo soou, Leelang não gastou tempo, em um círculo de chamas apareceu um arco de cor azul-escura, tinha bonitos detalhes de escamas, Luke em particular parecia estar babando por ele, levantando em seu assento para ver melhor, Alex tranformou-se, mas apenas usava uma roupa diferente, pois era um mago, segurava um cajado negro, feito de olmo, - Começa a disputa entre Alex Edwards e Leelang! Anunciou Igor. Alex girou seu cajado em sua mão e sorriu, criando uma tempestade de chamas em direção à sua oponente, mas assim que as chamas abriram caminho, ela continuava de pé, sem nem ter se movido, - A Magia de Fogo de Alex parece ter sido anulada, Jeliel comentou, - Já que fogo não te pega, que tal gelo!? Anunciou o Mago, girando seu cajado novamente, uma fileira de estalagmites de gelo começou a criar-se em direção à Leelang, - A rara Magia de Gelo mostra sua face! Mildred narrou, mas a garota simplesmente atirou uma flecha para uma direção aleatória, - Para onde a garota está mirando? Sir Wingrates perguntou, porém, a flecha pareceu atingir algo no ar, uma espécie de redemoinho roxo aparecia no meio do céu, sobre a arena, e a flecha entrara nele, e assim que o fez, a Magia de Gelo de Alex desapareceu por completo, ninguém pareceu entender, Luke percebeu que Blair parecia bem transtornada, - Ela atingiu a fonte, a fonte da magia dele, cada Mago sabe onde sua fonte se materializa após usar uma magia, mas é impossível que outra pessoa além do próprio mago consiga ver a fonte! Ela explicou, Alex continuava sem entender, mas foi logo preparando uma Magia de Raio, mas antes que pudesse, duas flechas o atingiram no tronco, fazendo-o tombar, - Eu nem vi ela pegar uma flecha da aljava! Declarou Luke, impressionado e um pouco assustado, - A vitória é de Leelang, 10 pontos para Hisasaya! Jeliel narrou, - Ela nem ao menos se mexeu do lugar! Gary percebeu.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 22: Armadilha VS Armadilha

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Mar 11, 2013 5:39 pm

A faca ressoou no ar, a cor vermelha do sangue foi vista, mas Samantha havia conseguido reagir à tempo, se desviou, mas a lâmina ainda a atingira na bochecha, ela saltou para trás da mesa, - Que besteira tentar me matar assim, agora sim que eu sei que Jack estava certo, declarou a Ninfa, o Duende, de cabelo e pele morena e orelhas cumpridas, entortou o rosto, Samantha estava prestes a lançar um contra-ataque, mas sentiu-se ficando fraca, uma dor lacinante a espetou onde a faca havia cortado, sua distração foi o bastante, o Duende invocou um círculo mágico e usou uma explosão de energia amarela contra ela, era o Pó de Faerie, - A faca estava embebida de uma neurotoxina, riu-se o Duende, se aproximou da Ninfa caída ao chão, mas então percebeu que não podia se mover, Armadilha de Vênus segurava seus pés com suas grossas vinhas vermelhas, Samantha levantou-se lentamente, e fez carinho na grande planta laranjada, que tinha o formato de um saco, com uma enorme boca com dentes afiados, que ela havia ocultado debaixo da mesa, - Como não está morta? O Duende perguntou, apavorado da boca de espinhos, a Sylvan cuspiu uma semente negra na palma de sua mão, - Esta se chama Densir, é uma frutinha que age contra muitos tipos de venenos, eu sou uma pessoa preparada, ela sorriu.

De volta à arena, a esfera de escolha determinava uma pausa no torneio, os competidores voltaram para seus vestiários, uma batida foi ouvida na porta, Luke, que estava nais próximo, abriu a porta, revelando ser a Professora Taylor, que ainda continuou na Academia para ajudar com o comitê do torneio e administrar a tesouraria, ela hoje estava em sua forma masculina, - Olá garotos, aqui estão suas pílulas de sangue falso, disse ela entregando-as para o Fantasma, que as distribuiu uma para cada um, -Eu também preciso avisar que as próximas lutas serão conduzidas em duplas, - Duplas? Brenda indagou, Taylor afirmou com a cabeça e então explicou, - A esfera irá escolher apenas um, de cada time e esse escolhido, por sua vez, elegerá sua dupla, portanto, seria bom se vocês irem já pensando com quem vocês mais combinam, mas não se preocupem muito, só haverá mais uma partida hoje, ela explicou, - Só uma, mas isso não deixará um número ímpar para amanhã? Gary perguntou, - Não tem torneio amanhã, é o dia de descanso, mas sim, aparentemente a esfera precisa de ajustes, e por isso vai acabar mais cedo hoje, mas tem algo bom para se lembrar, ela escolherá os primeiros combatentes para as lutas assim que o torneio de hoje acabar, avisou a Demônia, que desejou-lhes boa sorte antes de sair.

- Agora, me conte sobre o que estão tramando para cima desse torneio! Demandou Samantha, em um tom não-característico dela, o Duende fechou a boca, enquanto era erguido pelos tentáculos da Armadilha de Vênus, - Se você não falar eu vou te dar para ela comer, disse a Ninfa, que realmente não gostava de ameaças, mas gostava muito menos de ver seus alunos sendo usados, - Última chance! Declarou ela, - Como se você fosse fazer mesmo! Ele a provocou, - Então tudo bem, ela disse, com um tom falso de calma, o Duende riu, pensando que ela não faria, mas foi a última coisa que ele fez, sangue jorrou, molhando o chão da biblioteca, algumas gotas voaram na cara da Ninfa, que rapidamente o limpou, mas não teve tempo para mais nada, pois um verdadeiro exército de Duendes, dos mais variados tamanhos, cores e cabelos, mas todos com o uniforme preto da biblioteca e segurando facas correram para ela, Samantha cruzou os braços, as plantas de canto da biblioteca cresceram vinhas, e essas se enrolaram nos pescoços de cada um dos Duendes, dezenas de estalos foram ouvidos, e as criaturas caíram ao chão. ''Faz tempo que não uso essa técnica!'', lembrou-se ela, se dirigiu à porta, e não surpresa, verificou que estava selada, - Então essa era a real armadilha... Murmurou ela.

De volta ao estádio, a esfera anunciou a luta entre Ricardo Islas de Prominência contra Marie Beach de Reefside, - Como sabem, este será o início dos confrontos em duplas, portanto, cada competidor poderá escolher um par para lutar juntamente, Anunciou Jeliel, como essa era sem dúvida, a mais longa fala do Primeiro membro do conselho, muitos se deleitaram com a voz calma dele. Marie ergueu o braço de um garoto à seu lado, provavelmente seu namorado, pois o abraçava e o beijou na bochecha, o nome Steve Sermas apareceu na esfera, Ricardo apontou para o colega atrás dele, e o nome Ramón Álvares aparceu. Com cada um em suas posições no campo, o sinal foi ouvido, Steve e Marie, ambos loiros-claros e de olhos azuis e cinzas respectivamente, deram-se as mãos, usando Magia de Água em conjunto eles praticamente lançaram uma tsunami contra os adversários, a onda engulfou ambos, mas ao poderem ver melhor, perceberam que uma enorme Serpente Marinha estava enrolada, protegendo Steve da onda, Ricardo e Ramón trocaram um olhar e uma risada, e então Ricardo transformou-se, também em uma Serpente Marinha, - Dois da mesma espécie se enfrentando! Mildred anunciou animada, Ramón tirou do bolso de seu uniforme um conjunto de facas, e as atirou em sucessão contra a Serpente adversária, mas Steve pulou na frente, e se transformou em um Tritão, com seu tridente girando, refletiu as facas, que caíram ao chão.

As duas Serpentes Marinhas rastejaram uma até a outra e se enrolaram, iniciando um combate de quem podia ter a maior constrição, - Os dois répteis verdes se engajam em um combate acirrado! Igor narrou empolgado, a multidão parecia estar gostando, Ramón se transformou, era um Vampiro, correu pela arena em grande velocidade, tendo que se esquivar do rabo de Marie, que mesmo em sua luta, estava preocupada com o namorado, assim que se esquivou, o garoto correu até o Tritão, que tentou golpeá-lo com o tridente, mas errou, e o Vampiro o segurou por trás e o mordeu o pescoço, fazendo-lhe reverter à forma humana, os cabelos loiros bagunçados de Steve contrastavam com os negros e certinhos de Ramón, que apertou a mordida, - Amooooor, me saaaalve...! Implorou ele à Marie, ela e Ricardo transformavam-se em humanos novamente, e todos viram que os dois estavam... se beijando? A face de Steve ficou branca como neve (não só pela perda de sangue), - Marie! Gritou ele, antes de desmaiar, - Me desculpe, disse ela, coçando a cabeça, com o rosto corado, - É que percebemos que fomos feitos um para o outro! Anunciou ela, enamorada, antes de voltar a beijar seu novo namorado, ruivo de olhos castanhos, Ramón calmamente andou até ela e a acertou na nuca com a mão, a nocauteando, - Cuidado com a mina! Seu colega pediu, Ramón lhe deu um tapa na cabeça para ver se se ligava, - Bom... Erm... com isso se conclui a última luta do dia, eu acho... Mildred narrara sem jeito, - Dez pontos para Prominência, marcando sua primeira colocação! Sir Wingrates parabenizou-os. A arena ficou em silêncio, assim que que os combatentes se retiraram da arena, a esfera decidiu então, que a primeira luta, dali a dois dias, seria Luke Truesdale contra Leelang.

avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 23: Calmaria

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Mar 18, 2013 3:38 pm

- Isso é contra os regulamentos! Jack anunciou, Ur o encarava com olhar gélido, - Devem dar a chance a quem ainda não participou, não à uma competidora que já acaba de vencer! ele explicou, - Concordo com Jack! Pauline afirmou, Joachim, como de costume, não sabia onde se enfiar, a Diretora de Hisasaya então se levantou, - Tudo bem, vamos consultar o Oráculo, ela ralhou, com a voz dura, a mera menção do oráculo fez com que a audiência, que estava esperando uma briga, se acalmar, - Qual orá... Oh, sim! Jack entendeu, se esquecendo da existência do Oráculo, - Parece que houve um desentendimento entre os Diretores, Ur Valentine, de Hisasaya, resolveu consultar o Oráculo, Sir Wingrates foi falar com ele e já volta com o pronunciamento! Igor narrou, na banca dos competidores, Luke engoliu em seco, todos os seus colegas o encaravam, ''Eu... não me comparo à Leelang, não vai dar...'' Pensou, mas a atenção deles foi roubada pela volta de Sir Wingrates, que falava os resultados, - O Oráculo - grão mestre que organiza os Grandes Jogos - determinou que a luta continuará como indicada, a audiência foi à loucura, pronta para ver Leelang em ação novamente, James, Jonah, Flint e Genevieve porém, não tinham tanta certeza assim.

Na noite do mesmo dia, perto do lago, Pauline abraçava um e todos os seus mebros da equipe, - Vocês fizeram mamãe tão orgulhosa! Brincou ela, - Mamãe? Wesley sussurrou para Aila, que deu de ombros, - Não me importa que vocês percam, eu só quero que se divirtam, entenderam? Ela perguntou, chacoalhando seu dedo indicador, sua equipe concordou, animada, - E você... até pode namorar aquele garoto de Prominência, mas peça desculpas a Steve! Anunciou a Sereia, agora com um tom mais irritado, Marie foi culpadamente até o ex, que estava deprimido, molhando os pés no lago, e os dois sentaram-se, lado a lado, Pauline pagou um jantar na cantina para o resto dos colegas, e esperaria os dois resolverem suas encrencas para pagar um jantar para eles também. Até o time de Hisasaya, que estava reunido em um quarto do acomodamento, jogando videogames e assistindo filmes, ficou surpreso, pois receberam uma notinha de Ur, dizendo que eles a haviam surpreendido, e a nota estava assinada com corações até! O que para a ''Amazona das Nevascas'' era praticamente um beijo e um abraço de demonstração de afeto.

Joachim conversava com seu time no bar do sétimo andar do castelo, - Vocês foram... ahn... muito bem pessoal! Declarou o Changeling, - Pode parar com isso chefe, nós só ganhamos uma partida até agora... Alex notou, - É, não temos muita chance de vencer... Completou Miguel, - Para falar a verdade, eu nem mesmo sei se quero dar o meu melhor, Ricardo notou, os outros pareceram concordar, até que Joachim não se aguentou mais e falou, - Vocês são todos muito talentosos e poderosos! O bar estava quase vazio, mas todos que lá estavam os encaravam agora, - Eu não vou sentar aqui e escutar que vocês são fracos e não tiveram chances, não vou! Vocês todos tem condições de ir muito bem nas lutas, se alguém tem a culpa aqui sou eu! Declarou, socando a mesa em que se sentavam, - E Além do mais... Ele começou a falar, todavia, ouviu seus alunos comentarem, - Tudo bem, que tal se a gente se encontrar para praticar amanhã bem cedinho? Perguntou Pedro, capitão da equipe, - Tudo bem Senhor, sim Senhor! Os outros gritaram, - Parece que eu subestimei meus próprios alunos! Declarou Joachim - Bebidas e Revistas adultas no meu quarto! Berrou Roberto, acompanhado por vivas de seus colegas -... Ou nem tanto assim... Joachim terminou, tristemente.

- Foi muito legal o que você fez... A voz lhe era familiar, por isso Joachim virou para trás, à tempo de ver Jack sentando-se junto de si na mesa, o Diretor da Grave trazia consigo uma garrafa de Vodka meio vazia, Joachim havia notado que o olho dele parecia vermelho e tinha olheiras, sua barba, que já era meio desarrumada havia crescido mais ainda, - Há... algun problema? O Changeling perguntou, já certo da resposta, - É esse torneio sabe, eu não aguento mais... Respondeu o Dullahan, - Eu nem ao menos consigo mostrar minha cara para meus alunos, eles já passaram por tanta coisa, e agora esse torneio ainda pesa sobre eles... Adicionou ele, tomando um grande gole da bebida, - Então eles são mesmo os garotos da profecia! Exclamou Joachim, Jack confirmou com um aceno de cabeça, - Você mesmo já foi... alvo de uma profetização, não foi, Jack? Perguntou o Diretor de Prominência, o ar ficara pesado, Jack demorara para responder, tomou uns três ou quatro bebidas, e então focou seu olho verde ainda funcionando em Joachim e respondeu, - Sim, e ela me tirou à quase todos que eu amava... Sophie, que sentava-se tomando café escondida deles, apertou sua xícara, enquanto se lembrava de dolorosas memórias...

Uma fúria de flechas foi disparada, quatro das cinco atingiram o centro seus alvos, uma o acertara na borda, que haviam sido pendurados em galhos de árvores, - Não é o bastante! Exclamou o arqueiro, que continuara, flecha após flecha, e flecha depois das flechas, Luke demorara um segundo, pegando o ar, para perceber que sua aljava estava vazia, - 70 setas, tenho que encontrar 70 setas... murmurara ele, enquanto catava flechas do chão, dos troncos das árvores e dos arbustos, quanto mais ele tentava, ao invés de melhorar, sua pontaria parecia piorar, mas iria continuar tentando, - Não percebe que isso já é o bastante? Ele se virou, Blair caminhava até ele, - Você me encontrou... Percebeu ele, estranhando, pois não esperava isso, já que estava no meio da floresta de madrugada, ele havia se esquecido de quanto ela era bonita, seu cabelo pintado à ouro brilhando à luz da lua, ela pegou as mãos do Fantasma, que um pouco encabulado, não soube reagir, - Estão em carne-viva... notou ela com pena na voz, - Eu... vou superar Leelang! Anunciou ele com fogo nos olhos, ela se aproximou, - Eu não duvido, ela remarcou, antes de o beijar nos lábios rapidamente, - Já percebeu que talvez exista outra maneira de fazer isso? Ela indagou, segurando o rosto dele com uma mão, o colocando perto do dela, - Eu... nem havia pensado nisso... para falar a verdade, - Viu, você encarna em uma coisa, e esquece de outras, disse ela, o largando, - Bonito ouvir isso de você, que me... que nos abandonou... Ele retrucou, mas imediatamente se arrependeu de tê-lo feito.

- Me desculpe... Ele começou, - Não, você está certo... foi exatamente isso que eu concluí no meu tempo sozinha, não sou só eu que fui afetada pela profecia, todos fomos, eu fui egoista... Ela acrescentou, antes de ir embora, Luke segurou seu braço, - Essa cena novamente? Ela perguntou, fazendo referência ao teatro que ela amava, mas se surpreendeu quando ele a puxou para perto e tascou-lhe um beijo profundo, - Sabe, ouvi dizer que a academia vai celebrar o fim do torneio com uma peça... Ele começou, após terem se desvencilhado, - Jura? Que incrível! E pobre do Sr. Muscalonni, nem eu nem a Brend a ou a Carmela para poder ajudar... Ela dizia, - Eu pensei que nós podíamos ir juntos... Ele pediu, sem jeito, ela corou, o olhando nos olhos castanhos e bonitos, - Encantada, disse ela, dando-lhe a mão dramaticamente, fazendo ambos rirem, - Agora descanse, nós lutaremos juntos amanhã, e não quero meu parceiro cansado! Ela anunciou, mas percebeu que ele já havia pego no sono de pé, o segurou com facilidade, pois era mais alta, e então estendeu um pano macio invocado sobre a relva e o deitou confortavelmente em um travesseiro também invocado, - Pode sair daí, a Bruxa anunciou, e Hayato o fez, saindo de trás de uma árvore, - Impressionante a determinação dele, o garoto notou, apontando para Luke, - Sim, é o charme dele, a garota riu-se baixinho, - Ouvi grandes coisas de suas habilidades, Senhorita Liddel, ele disse, - Eu sei que não nos conhecemos... mas estamos no mesmo time, me chame por Blair, embora não seja meu nome real, ela o disse, ele concordou, - Eu tenho uma ideia sobre como superar o truque de Leelang, ele falou, e saiu após ter explicado o plano para Blair que ficou muito agradecida, terminaram apertando a mão um do outro, a Bruxa se deitou ao lado do Fantasma, e riu ao ver que ele tinha uma expressão muito fofa, como a de um menino sonhador, enquanto dormia, ela logo encontrou o sono enquanto ambos dormiam sobre as estrelas.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic: Grave Academy.

Mensagem  Brenda Thompson em Qua Mar 20, 2013 1:41 pm

Adicionei o último capítulo à meus favoritos, amei.
avatar
Brenda Thompson

Mensagens : 9
Data de inscrição : 15/10/2011
Idade : 22
Localização : Estados Unidos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 24: Motivos para a Vitória.

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Mar 25, 2013 3:22 pm

Luke acordou, seus sonhos estranhamente pareciam ter sido sobre algemas e grilhões, o perseguindo, mas não lembrava exatamente por qual motivo, demorou um pouco para lembrar que havia dormido no meio da floresta, um recado à seu lado o lembrara de vestir o uniforme e comparecer à sua luta, - Ela deve achar que eu tenho memória de peixinho dourado, reclamou ele, enquanto ia para se arrumar em seu quarto, passara por diversos colegas que davam risadinhas por o verem tão desarrumado, se arrumou e partiu direto ao grande coliseu, que parecia tão fora de lugar ali, esbarrou em Gary, que parecia estranhamente transtornado com alguma coisa, e ambos continuaram, pegando a entrada que os levaria aos seus estandes.

Ao se encontrarem, os amigos se deram os bom-dias, ainda um pouco com sono, pois nenhum deles achava que sediar um torneio pela manhã seria uma boa, - Bem Vindos Senhoras e Senhores, ao quarto dia dos grandes jogos! Anunciou Igor, animado já de manhã, - Ele é incorrigível... Kate murmurou para Sophie, que riu, - A Partida entre Luke Truesdale e Leelang começará, os participantes devem escolher seus pares, Luke se virou, Blaair estava lá, com olhar confiante, os dois trocaram um selinho, criando urras e assobios de seus colegas, - Finalmente! Brenda notou, eles estavam prestes a descer quando viram quem era o par de Leelang, Kain se levantou de seu assento, mas Gary e Juliet o seguraram, Mosuke jogava beijos à platéia, Kain então se dirigiu à Luke, - Me desculpe, eu já combinei com a Blair que... Mas ele não terminou de falar, Kain escapara de Gary, e agarrara Luke pelos ombros, o encarando nos olhos, - Não se desculpe, disse ele, - Eu não ia poder parar de surrar aquele garoto, acabe com ele por mim, declarou o colega, antes de sair dali, todos sabendo para onde iria, Luke e Blair se olharam novamente, tinham mais uma razão para vencer.

Nas arquibancadas, Jack saía de seu lugar junto dos Diretores, encarando Ur antes de sair, ele se aproximou de Sophie, perto dos Professores, e sentou-se ao lado dela, - E Samantha? Sophie perguntou, - Nada ainda, vou ir atrás dela, ele remarcou, antes de estalar os dedos, mas Sophie o impediu, vamos mandar alguém no lugar, você não pode se ausentar do torneio! Ela brigou, - Eu me ofereço! Ouviram uma voz orgulhosa falar, era Margarete, que estava por perto, - Você sabe onde é, não sabe? Sophie perguntou, a Professora de Tortura assentiu, - Eu posso ir junto! Ran Mao denotou, levantando de seu assento, - Bom, muito obrigado garotas! Anunciou Jack, antes de retornar à seu assento, - Ele parece... Começou Ran Mao, - Fora do ar... Sophie completou, antes das duas mulheres desaparecerem, com o teletransporte de Margarete.

Ao tomarem lados opostos do campo, as duplas se encaravam, Leelang continuava a encarar a tudo friamente, Luke não queria demonstrar mas estava um tanto apreensivo quanto à isso, o sangue de Mosuke gelou - quase que literalmente - ao ver Blair ali, a garota piscou para ele, que entendeu a mensagem, a tensão pré-partida pareceu durar uma eternidade, mas o gongo finalmente soou, Leelang logo de início atirou duas flechas contra eles, Luke e Blair pularam para trás, mas ambas as projéteis caíram metros antes deles, eram apenas tiros de aviso, ela, em seguida, olhou para Mosuke, e o fez sinal com a cabeça, ele entendeu e transformou-se, entrando no solo com sua intangibilidade, - Oh não, você não vai! Luke anunciou, antes de entrar no solo também, segundos depois, no meio da arena, Mosuke foi lançado para cima como fogo de um vulcão em erupção, e Luke logo atrás, segurando sua mão em um punho.

Mosuke se recuperou do soco, e ambos logo se engajaram em uma luta de combate fechado, Luke podia não ser a pessoa mais forte, mas compensava com agilidade e experiência, ele invocou a Espada Ofuscante, e logo percebeu que Mosuke também tinha sua própria versão da mesma, Lâmina Assassina, que brilhava em uma aura azul-marinha, pois o que eram Espíritos Vingativos senão contrapartes de Fantasmas? Ambos batiam uma espada na outra, nenhum levando a melhor, porém, Mosuke parecia estar recuperando sua arrogância, ficando cada minuto mais ousado nos golpes, do lado da luta à distância, Blair conseguira esquivar-se das flechas de Leelang, embora fosse difícil, Blair sabia que a garota ainda estava nos aquecimentos, ela olhou para Luke, que se abaixava para escapar da lâmina de Mosuke, e a Bruxa percebeu qual seria o golpe seguinte do Espírito, ela então correu em direção à eles e lançou uma forte Magia de Vento, bem na hora, pois o vento dispersara a nuvem de pós azuis que Mosuke liberara no ar, - Pó do Sono, Blair explicou para Luke, que prometeu que cuidaria melhor de sua guarda, promessa a qual ele cumpriu, pois se jogou sobre Blair, derrubando ambos ao chão, bem à tempo de escapar de uma chuva de flechas de Leelang.

Blair levantou-se e lançou Pumpkin Hiralda contra Mosuke, que não desviaria, pois Leelang, confiante, atirara para cima, acertando novamente o redemoinho roxo no céu, cancelando o golpe de Blair, - Aí está novamente a técnica assinatura de Leelang! Jeliel narrou, impressionado, - Mosuke, agora! Exclamou a garota, era a primeira vez que ambos ouviam a voz de Leelang, e era completamente diferente do que haviam imaginado, era um voz em tom baixo e suave, e não controladora, o Espírito pareceu entender o recado, e jogou uma bola, que tirara de seu bolso, no chão, a bola provou ser uma bomba de fumaça, que rapidamente envolveu a arena, era aí que o inferno de Luke e Blair começara, dezenas de flechas pareciam voar por meio da fumaça, com os dois desviando apenas por reflexos e sorte, de fato, haviam recebido cortes das flechas, que passaram de raspão por eles, - Caçada na Névoa, é como eu gosto de chamar este movimento, declarou a voz de Leelang, que não denotava sua posição no meio da confusão, Mosuke se aproximou de ambos, - E essa é a Onda Necrus! Gritou ele, antes de desencadear uma onda negra de energia pelo chão, mas desta vez a Bruxa e o Fantasma pularam o golpe e o acertaram em cheio com Pumpkin Grenade e Gancho Fantasmagórico respectivamente, o mandando para longe, ele rapidamente se levantou, mesmo ferido e correu em direção à eles, - Malditos! Exclamou, Luke e Blair se prepararam para defender, mas o que viram os chocou, uma flecha acertou Mosuke nas costas, o fazendo cair desmaiado, - Se não vai servir para nada, me deixe caçar em paz, a voz dela soou, ambos se olharam, não acreditando na crueldade, - Não sabia que Hisasaya descia tão baixo, Blair destacou, não houve resposta, - Esse seu arco... Luke começou, - É o arco de um deus, não é? O Fantasma especulou, perspicaz, - Nada mal... nada mal mesmo, É o Arco de Ártemis! A voz dela anunciou.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 25: Batalha na Névoa.

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Abr 01, 2013 2:49 pm

De dentro da névoa, Luke tentava assoprá-la para longe com Magia de Vento, mas sem sucesso, - Nem tente, essa neblina não é comum, segure em mim! Blair ordenou, Luke o fez, e em seguida, Blair criou uma parede de gelo os protegendo, circulando em volta de ambos, ela então expandiu o anel, e o quebrou, mandando pedaços de gelo para todas as distâncias, os protegendo temporariamente das flechas, que caíam ao acertarem os pedaços, porém, ambos tiveram que pular para os lados, pois flechas vieram exatamente de cima, caindo neles, - Tem algum lugar que ela não acerte? Luke perguntou, e Blair não sabia responder, apenas segurou Luke novamente, tentando usar Magia de Gelo, da mesma maneira novamente, porém, a magia foi cancelada, sem dúvida pelo método sempre eficaz da garota, - Está pronto para começar com nossa estratégia? a Bruxa perguntou, - Sim! Afirmou ele, que havia lido sobre ela no bilhete que Blair lhe deixara.

- Nós ainda não podemos ver nada do que acontece dentro do campo da neblina! Igor anunciou, de súbito, o corpo de Mosuke foi arremessado para além da arena, onde os paramédicos os recolheram, - Parece que o Sr. Morigasa não aguentou a sua própria técnica, narrou Mildred, - O que deve estar acontecendo lá dentro...? Gary perguntou-se, preocupado, - Não duvide, eles vão vencer! Brenda afirmou. Dentro da neblina, Luke e Blair tinham certeza de que se tentassem sair do campo de alcance da neblina, teriam alguma armadilha os perseguindo, portanto, começaram a movimentar-se, com cautela, ainda desviando das flechas que viam de todas as direções, precisavam saber da posição real de sua oponente, de repente, como se Leelang percebesse a estratégia deles, as flechas começaram a vir com mais frequência.

Uma delas acertou Blair na perna, ela estava pronta para continuar com o ferimento, mas Luke a empurrou para o chão e postou a mão sobre ela, - Magia de Cura? Desde quando? ela indagou, - Um pouco antes do incidente com a Charlotte, ele respondeu, retirando a flecha do ferimento, a Bruxa tapou um urro de dor, enquanto Luke fazia o buraco se fechar, acertava flechas que viam na direção deles com sua Espada Ofuscante, após terem terminado, Blair perguntou se ele estava pronto, e ele assentiu, Blair tocou o solo, que tombou com Magia de Terra, rachaduras aparecendo no chão, a magia foi cancelada, mas eles não puderam ver onde o vórtex roxo aparecera, a Bruxa então infundiu o solo com Magia de Fogo, causando torrentes de chamas a verter pelas rachaduras, e estas foram mais uma vez canceladas, Luke agilizou-se, lançando um jato de Magia de Vento para cima, onde pode ver, mesmo que não completamente, a flecha entrando no vórtex roxo, percebendo de onde a flecha havia sido lançada, Blair lançara sua Pumpkin Hiralda, que girou na direção onde supunham que a inimiga estava, e conseguiram ver uma vaga sombra e esquivando para o lado.

Blair seguiu o ataque com Rabbit Hole, causando com que pilares de energia branca caíssem do céu, fazendo Leelang ter que desviar ainda mais, ela estava cada vez mais perto, até aparecer diante de Blair através da névoa, Blair equipou suas Pumpkin Claws e partiu para o combate fechado, Leelang, com seus dotes acrobáticos, desviou das garras com facilidade, e então, para escapar de um combate próximo, pois não era bom para arqueiros, ela pulou para trás, Blair mandou um emaranhado de vinhas para seguí-la com Magia da Natureza, Leelang sorriu e atirou uma flecha, mas para sua surpresa, a flecha ficou presa, no que parecia ser apenas ar, os olhos da garota arregalaram em choque, e de repente, a névoa sumiu, e ela pôde perceber que não estavam mais na arena, mas em uma espécie de dimensão paralela. Blair havia usado Wonderland, criando um pequeno quarto em uma dimensão diferente, com uma ilusão de neblina, a vinhas chegaram à garota, e a amarraram contra a parede da dimensão, Blair deu um passo ao lado, revelando Luke atrás dela, com seu arco na mão, ele disparou uma Flecha Ofuscante, com Blair simultaneamente quebrando a técnica Wonderland.

A neblina na arena real sumiu, e um baque foi ouvido, todos então puderam perceber que era Leelang, que havia sido alfinetada na parede do coliseu com a Flecha Ofuscante, e logo depois caiu desmaiada no chão, pois a flecha não perfurava fisicamente os adversários, - O que foi que houve? A Técnica da neblina foi derrotada pelos dois membros de Grave! Jeliel anunciou, estático, enquanto os paramédicos retiravam Leelang com macas, e ajudavam Blair e Luke a saírem, para curarem suas feridas melhor, um brilho azul-escuro saiu de Leelang e flutuou perto de Luke, que o tocou, revelando ser o Arco de Ártemis, - Ele te escolheu, eu ouvi dizer que armas de deuses fazem isso, Blair explicou, o Fantasma não conseguia parar de olhar o novo arco, tão bonito e forte. - Dez pontos para Grave! Anunciou Sir Wingrates, seguido de palmas da multidão, pois essa era a primeira derrota de Hisasaya, mesmo que não puderam realmente vê-la, os colegas da dupla se abraçaram, em comemoração, exceto Hayato, que ficou no seu canto, mas com um meio-sorriso no rosto. O Oráculo então anunciou o próximo embate, revelando ser novamente entre Reefside e Prominência, - Isso significa que... Carmela começou, - Iremos ver Hisasaya novamente em um round... Juliet terminou, todos ali sabendo ter alguma maracutaia nesse torneio...
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 26: 48 Horas Restantes - Parte 1

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Abr 08, 2013 1:34 pm

- Os espectadores na platéia, os Diretores das quatro academias, os Juízes do torneio, os professores, colegas e por fim, os próprios participantes, eles não sabiam que destino os aguardava, espreitando nas sombras, como uma pantera pronta para o bote, em dois dias, naquele mesmo lugar, o destino de todos mudaria. Uma mulher coberta de tecido negro se levantou, ela estava em uma sala escura com outras três figuras encapuzadas, que também se levantaram, os quatro passaram para o meio do aposento, onde uma bola de cristal flutuava, e colocaram suas mãos sobre ela, quatro estátuas, uma na floresta, outra em uma casa abandonada, a terceira em uma gruta de uma praia, e a última no pico de uma montanha, os olhos das estátuas se acenderam.

Margarete e Ran Mao chegaram à biblioteca, as portas estavam lacradas com imensas barras de ferro enfeitiçado, mas ambas podiam ouvir o som de passos dentro, as orelhas de coelho de Marge apareceram, e ela se postou em pé com elas erguidas, Ran Mao tentou esconder um sorrisinho, - Calada! A Menina ralhou com ela, - É apenas uma pessoa, espero que seja Samantha, a Lappyt correu para a porta e bateu nela, - SAMANTHA VOCÊ ESTÁ AÍ? Ran se assustou, - Quieta, você pode chamar inimigos para nosso lado! A mulher avisou, Margarete fez apenas uma cara de malícia como resposta, - SAMANTHA VOCÊ ESTÁ AÍ? EU PERGUNTO COM O TOM MAIS ALTO DE MINHA VOZ! Gritou ela, e não deu um segundo, a entrada estava simplesmente lotada de criaturas ferais, das mais variadas espécies, de Lobisomens à Nurarihyons, de Espectros à Quimeras, - Bom, me parece que as suspeitas do Diretor se confirmaram! Ran denotou, - Vai ficar aí falando ou vai me ajudar? Perguntou a coelha, segurando sua foice gigante.

De volta ao coliseu, os membros de Grave queriam de fato estarem prestando atenção na luta de Reefside contra Prominência, mas tinham assuntos mais importantes a discutir, ficou afirmado que Juliet, capitã do time, juntamente com Hayato e Carmela, tentariam falar com o oráculo, para consultar sobre esse torneio, pois mesmo que não soubessem o quê, algo estava por trás dele, os avisos misteriosos, as datas que não fechavam, a escolha dessas partidas, pareciam designs maiores, com motivos ocultos, os três membros subiam discretamente as escadas traseiras da construção, Taylor os havia dito, no dia anterior, que o quarto do oráculo era o ponto mais alto da construção, que tinha um pouco mais de elevação no flanco esquerdo, por isso, precisariam rodear o lado que estavam para chegar lá, - Então existem mesmo guardas especiais para esse evento... Juliet notou, enquanto os três passavam por uma fileira de guardas armados com revólveres, que patrulhavam os andares, - O símbolo deles... Hayato apontou, - Sim, presumi mesmo que seriam do conselho das espadas, Carmela concluiu, - Eles não parecem... um pouco estranhos para vocês? A Capitã perguntou, ambos deram de ombros, ''Que bom que peguei os membros mais comunicativos...'' pensou ela.

A Luta havia sido encerrada em um empate, e logo, Brenda e Gary pisaram na arena, seus oponentes consistiam de FREEZE e uma garota de cabelos longos, pintados de loiro e usando lentes de contato de um azul extremamente elétrico, a ponto de enervar quem a olhasse nos olhos, e falando em olhares, Gary sentia que um olhar gelado pairava sobre ele, e pôde ver que Ur o fitava com o canto dos olhos, lembrou-se de seu aviso críptico no campo de treinamento, ''- Entendo Sr. Crawford, que seu fardo este ano seja mais complicado, mas espero que consiga se adaptar'', Algo grande iria acontecer, e ele não podia mais protelar, deveria contar para seus colegas, mas depois dessa luta, o gongo avisou o início, Brenda transformou-se, Gary fez o mesmo, ele lançou uma onda de Magia de Água e ela cortou o ar, lançando as Lâminas da Lua Crescente, FREEZE também se transformou, era uma Fênix, voou por cima da colega e uma bola de fogo os protegeu, quando a onda atingiu-os, apenas o vapor subiu aos céus, as lâminas de Brenda também foram dissipadas pelo fogo, - Incrível, o fogo foi capaz de evaporar a água com grande facilidade! Mildred notou, - Olha, ambas as equipes se enfrentam novamente, e sendo as duas primeiras colocadas, dá para entender a comoção do público, explicou Jeliel, sua voz calma parecendo removida da situação. - Desculpem parceiros, mas sou quente demais para segurar, brincou o aluno de Hisasaya, mas ninguém riu, estavam levando à sério, mesmo que o conhecessem.

- Que tal? Brenda perguntou para Gary, o grande cavalo aquático relinchou, ela então pulou em sua garupa e os dois cavalgaram em linha reta, direção dos oponentes, - Que estratégia arriscada e ousada! Igor narrou, Jack, que até ali parecia apático, abriu um meio-sorriso, - Eles não podem estar sérios, a garota, que se chamava Kayako, comentou com FREEZE, ele apenas riu, e disse que não esperava nada menos deles, ao chegarem perto, Brenda pulou de Gary, quando ele se transformou novamente em humano, segurando seu tridente, ele deu uma investida contra o Fênix, que voou para evitar ser golpeado, Kayako parecia querer fugir, mas do meio do ar, Brenda tirou suas S&M 60 dos holsters e disparou dois tiros, que furaram o chão, fazendo com que Kayako parasse de fugir. Igor tapou seu microfone e virou-se para seus colegas juízes, - Armas de fogo não são meio... excessivas? Ele perguntou, - Bom, isso seria um padrão duplo, pois nós admitimos armas brancas mesmo, Jeliel respondeu, - Sim, e além do mais, devido às proteções, os machucados nem ao menos são reais, certo? Mildred sorriu, - De fato, não há razão para não incluí-las, terminou Sir Wingrates, - Viu o que eu ganho por tentar aplicar lógica para monstros? Igor comentou baixinho.

Após trocarem golpes de água contra fogo, Gary e FREEZE pareciam perceber que não ganhariam nada assim, partindo para o corpo-a-corpo, de fato, Gary era mais musculoso, mas o cantor coreano compensava com agilidade e flexibilidade, defendendo-se com suas facas, como as de Jiang, Brenda estava prestes a acertar Kayako com um golpe final quando ela bateu uma palma na outra, fazendo um flash de luz que cegou Brenda e Gary por um segundo, ela havia se transformado, era como uma grande raposa cor de creme, mas tinha nove caudas que dançavam em suas costas, - Uma Kitsune, Brenda anunciou, nada amedrontada, ela partiu para o ataque, derrubando a raposa, Gary também havia acabado de derrotar FREEZE com um golpe com a traseira de sua arma no estômago, os dois se olharam com felicidade, mas então se sentiram com dores no corpo, - 10 pontos para Hisasaya! Anunciou Mildred, - Mas o que? Gary perguntou, ambos ele e Brenda então sofreram outro flash de luz, e então perceberam o que havia acontecido, a luta, a partir do momento do primeiro flash de Kayako, havia sido uma ilusão, ambos receberam pancadas múltiplas, sendo derrotados, e nem perceberam, - Sinto muito, amigos, queria mesmo uma luta séria com vocês, disse FREEZE, enquanto ajudava Brenda a se levantar, - Não é nada, vocês apenas fizeram o que podiam para vencer, Gary sorriu para ele, FREEZE então apertou sua mão, e Brenda o agradeceu por uma grande luta, Kayako olhou azeda para os três, - Um ato lindo de amizade e confraternização, narrou Jeliel, novamente encantando a multidão. Juliet, Carmela e Hayato pararam na frente da sala do oráculo, a porta estava aberta, e o aposento luxuoso, vazio.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 27: 48 Horas Restantes - Parte 2

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Abr 15, 2013 2:44 pm

À caminho de volta aos seus lugares, os três competidores da Grave estavam inquietos, ou estariam, se dois deles falassem, enquanto Carmela e Hayato permaneciam pensando quietos, Juliet repassava verbalmente suas conjecturas, - Temos mesmo que contar isso para os outros, como é possível que o oráculo estivesse fora, se a próxima partida estava sendo escolhida? Ela perguntou-se em alto e bom tom, - Bem, Jack obviamente já suspeita de algo, mas... assim como nós, não está nem ao menos perto de descobrir quem estaria por trás de tudo isso, mas é claro, que o misterioso oráculo está inserido nisso... Ela olhou para trás, vendo que os dois pensadores haviam chegado à mesma conclusão.

De volta à arena, Blair e Luke receberam a notícia da derrota de Brenda e Gary, mas ambos mantiveram-se positivos no assunto de que conseguiriam, a próxima partida, quebrando a regra das duplas, e voltando à 1 contra 1, voltou a ser Hisasaya contra Reefside, Sora Tsuwabuki desceu animada de seu estande, ainda animada com a vitória deles sobre a Grave, ela não tinha dúvidas de sua vitória, passando os dedos pelos negros cabelos curtos em um corte bob, ela deu um sorrisinho malvado em direção à adversária, uma franzina garota de pele negra, seus óculos de fundo de garrafa escondendo olhos verdes, e o cabelo encaracolado amarrado em um grande rabo de cavalo, ela se chamava Katrina Angel, as duas postaram-se em seus lugares, e a disputa começou. Sora lançou bolas de fogo, uma de cada unha comprida, pintada de vermelho, que ela mantinha, porém, com uma mão erguida, Katrina parecia poder anular todo e cada um dos orbes incandescentes, - Tudo bem 4 olhos, eu estava só me aquecendo! Gritou ela, uma aura de chamas envolveu seu corpo, e apontando na direção da oponente, soltou um verdadeiro inferno de chamas douradas em sua direção, - Incrível! Acho difícil que a combatente de Reefside tenha escapado dessa! Igor narrou. Estavam quase chegando à seus estandes, quando Juliet esbarrou em Marcia Dawson e Wesley Bleak, capitã e sub-capitão do time de Reefside, - Vocês estavam indo ver o oráculo? Marcia perguntou, Juliet percebeu o que eles queriam discutir, e respondeu, - Sim, vazio, mas é bom saber que não somos só nós que suspeitamos de algo, ela se mexeu com os amigos para sair dali, e logo completou, - Boa sorte com Hisasaya, todos precisamos, mas Wesley deu uma risadinha, - O que foi? Indagou Hayato, Marcia os olhou profundamente, e com toda a confiança na voz, respondeu, - Katrina não será derrotada.

O que o público via os deixara chocados, não só Angel tinha ficado intacta, como estava agora flutuando no ar, um halo de luz prateada cobria suas costas, aparentemente funcionando como asas, a visão parecia ter deixado Sora praticamente chorando em seu lugar, enquanto o brilho cativava toda a multidão, - Literalmente, uma ''Angel'', Jeliel notou, reparando na semelhança dela com ele próprio, Katrina sorriu, a imagem da calma, e apontou com o indicador para o céu, uma pilastra de luz caiu das nuvens sobre Sora, destruindo boa parte do chão com ela, a Anja então movimentou a mão direita em um círculo, e a pilastra se converteu no que parecia ser um tornado, não de vento, mas de pura energia branca, Luke, aterrorizado, mas ainda assim atingido por um sentimento de maravilha, notou que a Srta Taylor, e muitos membros da audiência pareciam querer sumir dali naquele momento mesmo, ''Então é esse, o poder de um Anjo?'', ele se perguntou, o golpe de Katrina cessou, revelando que Sora parecia estar intacta, mas deitava-se em posição fetal chorando e berrando no chão destruído, sua adversária, com o halo prateado, irrompeu uma luz contra ela, que parecia fazê-la sentir-se melhor, - Espero que isso lhe ajude, Katrina sussurrou para ela, - Dez pontos para Reefside! Anunciou Sir Wingrates.

Agora, que a arena havia sido reparada por magia, era a vez de Grave contra Prominência, e Kain havia sido escolhido, ele havia voltado ao confirmar que Blaise estava bem, ele enfrentaria Roberto Silva, um garoto moreno e alto, com feições lupinas, antes mesmo da luta começar, ele transformou-se em Lobisomem, - Posso jogar também? Kain brincou, também virando Wendigo, os gongos soaram, as duas grandes criaturas se chocaram em um embate corpo à corpo, mordidas e arranhões eram trocados, a forma de lobo do inimigo, embora não chegasse aos pés do modo feral de Brenda, era muito grande, quase do tamanho do próprio Kain transformado, - O competidor de Grave acerta um martelo decisivo contra o adversário! Mildred narrou, impressionada com a rápida e precisa violência do golpe de Kain, mas Roberto não se deu por vencido, voltou mordendo o grande urso na pata traseira, fazendo com que os amigos dele pulassem de susto, o Lobisomem voltou para uma mordida no peito, mas Kain o segurou, com ambas as grande patas de urso, segurou a face do lobo ao alcance da sua boca, mas não perto o bastante para deixá-lo dar uma mordida, ao invés disso, o Wendigo respirou fundo, e abriu sua boca, uma bola de pressão destrutiva começou a formar-se em sua mandíbula aberta, e ela a deixou ficar maior e maior, o lobo tentou se desvencilhar, mas Kain lançou um enorme Globo Spinner, atingindo o adversário, que como estava próximo, foi pego pela maior força possível do ataque, - Dez pontos para Grave! Igor anunciou, com o público aplaudindo, seus amigos queriam fazer o mesmo, mas estavam, na verdade, um pouco assustados com a brutalidade do garoto, que saia com os paramédicos para fechar as feridas.

Agora que todos, mesmo Kain e Blaise, que voltaram, sob muita festa pela melhora da amiga, após o período de intervalo, estavam ali de volta, puderam reunir-se, pulando a luta de Prominência contra Reefside, eles voltaram para dentro do coliseu para discutir a situação. - Então, o oráculo não estava lá... Kain falou, - Temos certeza se ele ou ela não escolheu a ordem das lutas e depois saiu para fazer algo? Brenda, como a voz da razão, indagou, - Acho muito improvável, eu pedi para Kalifa checar em outras fontes sobre o torneio, e de fato, ela não achou nem um dos registros dos participantes anteriores, nem mesmo dos ganhadores, Juliet explanou, - Isso também não faz sentido, Brenda voltou a falar, - Pois de alguma maneira, todos sabiam que Hisasaya havia chegado em primeiro nos anos anteriores, Luke completou, - Você me contou que Hisasaya tentou sabotar vocês antes mesmo do campo de treinamento, foi confirmado? Blair perguntou, olhando para Luke, - Eu tenho plena certeza de que foi uma garota chamada Kayako, Gary os disse, - Faz sentido, ela tem poderes psíquicos, Hayato notou, todos lembraram-se da luta de Gary e Brenda, que perderam para a ilusão da garota, - Mas eu realmente penso que Hisasaya não está por trás de qualquer que seja essa falcatrua, seria óbvio demais... Carmela comentou, - Eu não sei mais, começou Gary, - Você finalmente vai nos contar o que está escondendo desde as férias? Luke o perguntou, o encorajando ao mesmo tempo, todos ali olhavam para ele, - O motivo que eu penso que Hisasaya está envolvida, vem de um comentário que Ur me fez durante o campo de treinamento, ela disse saber que meu fardo era difícil esse ano, e de fato, tenho uma tarefa especial...

- Meu pai me chamou mais cedo, saindo da casa de sua tia, Juliet, disse ele olhando para ela, porque ele queria passar a tocha para mim, - Quer dizer que você é o líder da tribo, cara? Kain perguntou, - Não, quer dizer que eu sei do maior segredo que temos, ele voltou a falar, - Ele me levou à uma caverna atrás de uma montanha, ainda tivemos que nadar por uma lagoa enorme que ficava dentro na entrada da caverna, e mergulhamos por um túnel subterrâneo, e na última parte do caminho do fluxo da água, no meio de corais, havia lá uma estátua, era a estátua da deusa Demehra, todos chocaram-se ao ouvir esse nome, - Você quer dizer que sabe onde a estátua da deusa principal está? Juliet perguntou, assustada, ele confirmou, - É o dever do líder da tribo manter a localização em segredo, pois aquela lagoa está protegida pelos encantamentos mais poderosos possíveis, ninguém além do líder, e à aquele que ele permitir, conseguirá entrar nela, ele me mostrou um cetro que ele segurava, era o ''Báculo do Crepúsculo'', ele liberaria o poder da deusa, porém, como sabem na lenda... começou ele, - Eu não sei a lenda, Luke interrompeu, - Sabe que os cinco deuses se transformaram em pedra, e partiram para outro plano, deixando seus corpos terrenos para trás, pois eles não queriam que nós os incomodássemos demais com tarefas divinas? Blair o perguntou, - É só até aí que eu sei, ele respondeu, - Bom, o feitiço que os deixou fazer isso em primeiro lugar, foi lançado por Demehra, mas ele tinha uma condição... ela precisou se destruir, para assegurar o bem dos outros quatro, Blair narrou, - Mas como a estátua continua se ele se destruiu? Ele perguntou, - Por que ao invés da estátua dela ter sido ser corpo, a única coisa que ela segura... são seus poderes, Blair terminou, - Então quem ativar a estátua... ganha o poder de um Deus?! Luke perguntou chocado, os outros concordaram, - Bom, enfim, a sua estátua, como a dos outros, só pode ser ativada pelo item que ela escolheu, no caso, o báculo, porém, ele tem uma diferença, ele não é um item de verdade, mas é um objeto produzido pelo sangue de seu guardião, no caso, meu pai, mas outra pessoa só poderia usá-lo para chamar o báculo, se o guardião permitir. Todos ainda queriam engolir a história, então Hisasaya queria o poder de um Deus? Isso parecia demais, - Bom, Ur pode saber disso, mas ela é membro do conselho, pode ter descoberto, e só quer protegê-lo, Brenda reparou, - Não acredito que nem pensei nisso! Gary denotou, coçando a cabeça, - É normal, com a responsabilidade do próximo guardião, você se preocupou, Hayato racionalizou, fazendo com que todos se admirassem com o fato de que ele estava se socializando, - Porém, isso ainda não exclui o fato desse torneio ser uma armação, Carmela notou, - Talvez ambos os casos tenham relação, mesmo que não seja Hisasaya, Luke conjecturou, todos tiveram que concordar, mas logo precisaram parar de discutir, pois o símbolo de Hayato brilhou, - Parece que minha luta vai começar...

Prominência havia vencido Reefside em uma luta muito próxima, mas era a vez deHayato, que enfrentava Hiro Kameichi, seu antigo colega, Hayato lembrava-se vagamente que ele se sentava à seu lado nas aulas, - O destino trabalhou em meu favor afinal, Hiro declarou, - Destino? Hayato indagou, o gongo soou, para esta, que seria a última luta antes das finais, - Sim, eu sempre quis ter suas habilidades com as espadas, não minto e nem escondo isso, bufou Hiro, ele então tirou duas katanas de suas sayas, e as ergueu, ameaçadoramente na direção de Hayato, o garoto sacou Shirojima, e começou a defender os golpes duplos de seu adversário, - Eu treinei demais para te ultrapassar! Anunciou ele, e de fato, Hayato não podia negar que o colega era bom, seus movimentos eram estratégicos e fluídos, mesmo que faltassem um pouco em força, ambos continuaram nesse embate, até que Hiro perfurou o tronco de Hayato, - Será esse o golpe decisivo? Igor anunciou, - Olhe novamente, Igor! Mildred o corrigiu, a platéia fez um burburinho ao notar que a pequena área perfurada no corpo de Hayato era transparente, Luke ficara na ponta de seu assento para ver, - Parece que suas habilidades como Fantasma são muito evoluídas, para poder transformar apenas uma parte de seu corpo para intangível, Hiro não perdeu tempo, tentando cortar o braço de Hayato, mas este fez o mesmo truque novamente, fazendo a katana de Hiro cortar apenas o ar, Hayato aproveitou também e segurou sua katana na horizontal, aplicando o mesmo movimento que Jack lhe aplicara, pois sabia que este estava assistindo sua luta. - Dez pontos para Grave! Declarou Sir Wingrates. Alguns minutos mais tarde, Igor e os outros juízes desceram à arena, - E assim se encerra o penúltimo dia do torneio, tenho certeza de que todos gostaram de ver os eventos e essas maravilhosas lutas, porém, como todos sabem... Igor começou a narrar, - Somente as duas Academias com mais pontos passarão para a última etapa... Mildred continuou, com um sorriso largo e emocional no rosto, Richard Wingrates puxou o pano que cobria o placar, com 25 pontos, a quarta colocada era Prominência, com 30 pontos, a seguia em terceiro lugar, Reefside, e para o segundo lugar, com 40 pontos, estava Hisasaya, a platéia, os competidores e até os juízes pareciam ter sido surpreendidos, pois com 45 pontos, a que estava em primeiro lugar era Grave, Luke olhou para seus amigos, que também não conseguiam, por mais que alguns fossem sérios, conter seus sorrisos, o grupo se abraçou, e logo foi surpreendido novamente, lá estava Sophie, com uma câmera digital, ela tirou uma foto do abraço e disse que logo iria revelar e entregar para eles como recordação, ela os agradeceu, com uma única lágrima nos olhos, e saiu dali. - Bem pessoal, eu quero agradecer a participação das quatro equipes, mas devo informar que apenas Grave e Hisasaya competirão amanhã pelo título de ganhadora dos grandes jogos, mas é claro, eu quero ouvir aplausos para os valentes esforços de Prominência e Reefside! Jeliel anunciou com uma mistura única dele de energia e paz, fazendo a multidão surtar.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 28: Confraternização

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Abr 22, 2013 3:59 pm

Embora tivessem saído em primeiro lugar no placar geral até ali, isso não significava que a equipe Grave poderia relaxar no treinamento, de fato, eles haviam visto o time Hisasaya sair todo reunido para, presumivelmente, treinar de última hora, e começaram logo a ver flashes de luzes do outro lado da margem do BloodyMary, e por tais motivos, eles haviam entrado no galpão próximo ao lago, após pedir sua chave para Sophie. Blaise, que agora estava 100%, havia assumido seu lugar na equipe, enquanto Blair ajudava a coordenar os treinos, - B. obrigada por tomar o meu lugar, e entre nós, dar aquela surra no garoto, a Metamorfa agradeceu, Blair sorriu para ela, - Disponha! Notou.

Blaise lançou algumas bolas de fogo, que Carmela rolou para o lado para se desviar, e invocou uma onda de morcegos que revoaram contra Kain, o garoto lançou uma Esfera Destrutiva, que dilacerou as criaturas feitas de energia, mas ele logo foi empurrado para longe por um enorme braço decaído, criado pela técnica Brachium Mortis de Juliet, a própria capitã não estava à salvo, pois Hayato havia ido para cima dela, em um combate fechado, ela apenas se esquivou de sua katana, e terminou por defender com uma espada feita de ossos, ambos então pressentiram o perigo e pularam para trás, duas flechas se cravaram no chão onde eles estavam à um momento atrás, Luke havia as disparado de cima de uma viga, e seu novo arco estava provando difícil de ser domado, mas ao descer, atingiu o chão antes do que o planejado, revelando ser uma ilusão de Gary, que mudara a percepção de dimensões do garoto, ambos pararam para rir disso, e Brenda, que estivera escondida, tirou proveito da distração de ambos ao usar Magia de Terra para ''puxar o carpete'' e fazer ambos caírem de cara. Com mais uma hora de treino, e muitas sugestões e encorajamentos proferidos por Blair, eles estavam prontos para o dia de amanhã, não só o treino havia sido proveitoso, mas ele também fluiu com muita naturalidade, isso porém, não significava que não estavam cansados e cobertos de suor.

- Se vocês quiserem, nossa estalagem tem um ótimo lugar para descansar, Os nove competidores surpreenderam-se ao olhar para a porta, os times completos de Reefside e Prominência estavam na entrada, alguns haviam entrado, incluindo Pedro Cuarón, caitão de Prominência, que havia feito o convite, - Obrigado por nos convidarem, mas acho que vamos preferir voltar para o castelo, Juliet respondeu, - Ah, pelo menos vamos dar uma olhada na oferta! Kain brincou, os colegas sorriram ao ver que ele estava de volta à seu normal, - Pedro não mencionou que é uma fonte térmica, riu-se Marcia Dawson, capitã de Reefside, que chegara ao lado do garoto, Juliet não sabia o que responder, mas viu que a cara de todos os seus colegas de equipe liam ''vamos já'', e um tanto relutantemente, concordou, cada um voltou para dentro do galpão para pegar suas mochilas, de qualquer forma já estavam com as roupas de piscina em mãos, pois planejavam nadar no lago mais tarde para se refrescarem, os primeiros a saírem foram Hayato, Blaise, Juliet e Carmela, deixando os outros cinco, que esperavam por Gary, ele fechava sua mochila, mas parou para olhar para a foto que Sophie tirara mais cedo naquele mesmo dia, com todos felizes se abraçando, até mesmo os mais reservados, embora ainda incomodados com o excesso de contato físico, reuniam-se no abraço, ''nove jovens unidos pelo destino... não... nove amigos unidos por sua amizade'', ele se corrigiu, os outros não puderam deixar de notar o gesto fofo dele olhar para a foto, que cada um possuía uma cópia, Luke, Brenda, Kain e Blair trocaram sorrisos antes de sair.

- Sabe, é uma pena que nós não tenhamos tido tempo para se conhecer, argumentou Wesley Bleak, sub-capitão de Reefside, - Para dizer a verdade, tempo nós tivemos, mas estávamos tão focados no torneio... Luke respondeu, seus novos conhecidos tiveram que concordar, Carmela roubou um olhar furtivo à Aila, que parecia ter pensado no mesmo, que embora se conhecessem, ambas haviam mudado e evoluído como monstros e pessoas, Alex Edwards de Prominência fazia diferentes miniaturas de fogos de artifício com magia, algo que Blair não havia aprendido a fazer, - Sempre admirei esses usos bobinhos da magia, eu aprendi as coisas mais práticas, como mudança de aparência e ataques, por isso não sei fazer nada simples, detalhou ela, mas isso soou meio que como um xingamento para o garoto, - Sabem, nós realmente torcemos para que vocês vençam, e acho que isso é unânime, comentou Roberto Silva, - É, passarinhos azuis nos contaram algumas sacanagens que eles fizeram com vocês, Steve Sermas, de Reefside, comentou, - Aposto que são um bando de bobocas, cuspiu Ramón Álvares, seus olhos de Vampiro se ativaram por uma segundo com a raiva, - Tenho certeza que existem alguns pomos bons entre as maçãs podres, Katrina Angel denotou com tranquilidade, - Sim, o capitão de Hisasaya é um cara decente, Juliet comentou, tendo inevitáveis flashbacks para os momentos de luta de Jiang Yi, como também para os momentos de respeito que eles compartilharam com seu time, - Não esqueçam daquele cantorzinho! Luís Viera, de Prominência, comentou, - Eu ouvi falar mesmo que ele faz parte de um grupo, Blaise comentou, coçando o queixo para lembrar quem a contara, Marcia apenas olhou para uma de suas colegas, loirinha e baixinha, com um sorriso constante no rosto, ela apertou em sua clavícula, e um clipe de música coreana começou a tocar em um holograma refletido por seus olhos, - Ela... Luke começou, - Deve ser um Automaton! Brenda comentou, Marcia concordou, - Ela é nosso computador portátil, quê, brincadeira! Riu-se ela, seguida pelos outros, - Eu acho que estou começando a gostar de música coreana, Juliet notou, os outros estranharam seu comentário.

- ANNN... Balbuciou Juliet ao se ajeitar nas águas quentes, como ela era capitã, todos sabiam que, mesmo que não demonstrasse, ela estava aguentando todo o estresse, e tentando carregar tudo em seus ombros, e em um ato espontâneo, Luke se ergueu, e andou até ela, começando a fazer uma massagem nas suas costas, - Ahn, obrigada, ela agradeceu meio que sem jeito, o garoto olhou de relance para Blair, pois ela podia sentir-se traída, mas muito pelo contrário, ela fez a pose que ele não a via fazer a muito tempo, ela piscou um dos olhos, sorriu e fez sinal de positivo para ele, ''Eu tenho muita sorte mesmo'', ele pensou, - Eu achei que esse ia ser um banho em que homens e mulheres ficavam em piscinas diferentes, Hayato comentou com cara séria, logo sendo atingido por uma onda de Gary, que usara seus poderes, - Blasfêmia! Kain comentou sobre o assunto, causando risadinhas dos garotos de Prominência, Blaise ia ficar brava com ele, mas ela logo pensou, ''Pelo menos ele teve a decência de se depilar, não vou brigar com ele, ainda mais hoje...'', - Não foi agora que eu notei, mas porque não há garotas em sua academia? Brenda perguntou à seu companheiro Lobisomem de Prominência, - Realmente, garotas tendem a preferir as academias mais tradicionais, ele respondeu, - Nós realmente não gostamos de garotos que não se puxam, Marie Beach, de Reefside, comentou, - Você parecia ter gostado de mim, retrucou, Ricardo Islas, após o bizarro episódio da luta entre eles, isso causou risadas entre todos, exceto o agora ex da garota.

- Bem, foi muito bom passar esse tempo com vocês, e eu quase recusei... Juliet afirmou, enquanto eles se despediam, na porta da estalagem, - Não foi nada, nós nos divertimos muito também, falou Pedro Cuarón, que embora não fosse o mais esperto, tinha o coração no lugar, - Irônico não acham, nós apenas nos confraternizamos após termos parado de competir uns com os outros, e esse evento tinha (presumivelmente) essa ideia como foco, Luke notou, - Acho que isso é só natural, Katrina argumentou, - Vocês vão assitir amanhã, certo? Carmela indagou, enquanto apertava a mão de Aila, - Mas é claro, eu não perderia a luta da madame, ela brincou, a Vampira normalmente se ofenderia, mas deixou passar desta vez... - Até amanhã e boa sorte! Gritaram as duas equipes eliminadas, em um unissom que haviam planejado desde o princípio, Grave acenou seu tchau e preparou-se para sair, mas Blair sentiu duas presenças nos arbustos próximos, ao verem os brasões de Hisasaya sob a luz da lua, os nove tomaram posições defensivas, - Esperem, somos nós! FREEZE gritou, abanando ambas as mãos como defesa, Jiang, de braços cruzados, apenas cumprimentou Juliet com aceno de cabeça, que ela lhe devolveu, sabendo que se enfrentariam, mesmo sem o oráculo para lhes dizer isso, - Nós só queríamos dizer que a luta de amanhã será limpa, FREEZE afirmou, - Por parte de vocês eu acredito, Gary afirmou, -- Não, fiquem tranqs, nós conseguimos convencer a turminha do mal a se aquietarem um pouco, voltou ele a falar, - No primeiro ato de vilania, eu irei entregar a toalha, Jiang Yi comentou, - Isso demonstra respeito, Blaise comentou, - Bem, acho que era isso, FREEZE sorriu, antes de ambos saírem, - Eu gostei de sua banda! Juliet gritou enquanto eles entravam na estalagem, ele pareceu tão surpreso quanto todos anteriormente, o grupo estava prestes a entrar pelas grandes portas do castelo, mas antes, todos eles se olharam no rosto, nada do que sentiam precisou ser verbalizado.

Em meio à uma pilha de corpos desacordados e desmaiados, Ran Mao e Margarete, só agora conseguiam chegar ao domo da biblioteca, - Deixe-me, a pequena se disponibilizou, antes que a Srta. Scarlet pudesse chutar a porta, Margarete tentou seus mais variados golpes kung-fu, mas no final se irritou e decepou uma grande entrada no domo com sua foice, - Você sabe que o dono pode não ter nada a ver com isso, Ran explicou, - Estava no meu caminho e agora não está mais, a coelha tentou se justificar, de dentro rapidamente saiu Samantha, com o vademecum em um braço, e uma estranha criatura, parecendo um minúsculo sátiro dormindo no outro, - Esse é o Sr. Eric, amigo de Jack e Sophie, eu encontrei ele em seu escritório, ele parece estar sob o efeito de uma forte maldição do sono, - Já tentou beijar ele? Margarete retorquiu, sarcástica, Samantha fingiu não ter ouvido, - De qualquer forma, agradeço poder contar com vocês, ela se avermelhou, - Eu já acionei o Conselho e eles devem vir buscar esses aí a qualquer minuto, notou a Sr. Scarlet, - Vamos dizer adeus à este lixão! Margarete afirmou, após colocar óculos escuros por nenhuma razão, as três usaram seu poder para se teletransportar, ao mesmo tempo que os corpos no perímetro desapareceram sem nem um traço...
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 29: 24 Horas Restantes

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Abr 29, 2013 3:41 pm

Foi somente após a meia-noite da véspera quando Juliet e seus colegas da equipe conseguiram dormir, mas ao contrário dela, de Carmela, Blaise e Hayato, que estavam tendo sonhos relativamente tranquilos, considerando o dia de amnahã, os outros cinco estavam tendo o mesmo sonho, e sabiam muito bem que de sonho, realmente, aquilo não tinha nada, estavam de volta no plano completamente branco, com quatro silhuetas de pessoas ocultas por capas, - Quem são vocês, nos digam finalmente! Exclamou Gary, uma voz de homem respondeu, - Caro futuro Guardião do báculo, temos muito que agradecer à sua tribo pelo árduo trabalho, contudo, vocês não conseguirão protegê-lo da ameaça que vem surgindo, falou a voz, com entonação séria, mas com tons de sarcasmo, - Por que não avisam meu pai que vai ter uma ameaça então? Gary retrucou, os outros podiam somente assistir, pois não conseguiam pensar muito claramente sobre um assunto sobre o qual sabiam tão pouco, - Seu pai sabe muito bem do perigo que o ronda, declarou a voz estranhamente calma de uma mulher, uma pausa silenciosa foi feita, - Vocês... são os deuses, não são? Luke perguntou, dando voz ao que todos estavam pensando, - Sim, e não, o primeiro homem voltou a responder, - Só desejamos boa sorte no dia de amanhã, falou uma segunda voz, de mulher, antes de todos começarem a desaparecer, - Esperem! Gritou Brenda, - Nós teremos muito tempo para conversar, uma segunda voz masculina voltou a falar, antes de o sonho terminar.

Também no nono andar, Samantha, Ran Mao e Margarete haviam não só relatado o que acontecera na biblioteca, como haviam entregado o grande almanaque para Jack, que o estava lendo juntamente com Sophie, os outros professores, e o resto da equipe que trabalhava na Grave, pois precisavam ser informados que algo poderia ocorrer amanhã, - Era como eu temia, Jack adicionou, com cara de preocupação, - Isso já estava cheirando mal há muito tempo, para ser honesto, Aaron afirmou, - Vamos parar de pensar deste jeito e pensar que sabemos exatamente quando isso acontecerá... amanhã, Sophie denotou, decisiva, - Verdade, podemos dar um jeito de cancelar os jogos... Ran tentou, - Não, isso só fará com que aconteça mais cedo, Griffon especulou, - Tenho que concordar com Griffon, Sophie comentou, - O que podemos fazer é pedir aquilo para o Conselho, disse Jack, apontando para Sophie enquanto ele pegava papel e caneta, - O quinto selo, eu deveria ter me lembrado! Disse ela ao ter um surto de memória, - Com a técnica máxima de proteção endossada pelo Conselho, não há nem como passarem aqui por perto! Samantha arguiu, feliz, - Mas quem quer que seja responsável, vai tentar, Jack terminou, mandando a carta por magia, um brilho na cor dourada iluminou o castelo e as terras por um segundo, confirmando a aceitação, - Bom, é o que podemos fazer, ele voltou a falar.

Era finalmente o dia prometido, desde o começo da tarde, os competidores tomaram seus postos no coliseu, mesmo que o evento começasse apenas às 20:00, a equipe Grave fazia treinamentos leves, aquecimentos com as ferramentas de ginástica, e passavam de um para o outro, livros de técnicas pegos por Brenda na seção reservada da biblioteca, seu acesso foi ganho como um presente de Kalifa e Grigori, tais métodos, combinados com os treinamentos suplementares, os dariam novos movimentos para surpreender Hisasaya, cujo time estava apenas sentado à distância, sem fazer muita coisa, FREEZE e Jiang apenas davam algumas olhadas furtivas para eles de vez em quando, ao pôr do sol, a equipe se revezou entre garotas e garotas para tomar banho nos vestiários, afinal, precisavam estar apresentáveis para o evento final. Blair havia chegado cedo para uma espectadora, sentou-se em um lugar privilegiado, pois não iria perder um segundo daquele dia, e também por que acreditava que poderia aprender algo sobre o ‘’sinistro plano’’ que pairava sobre eles, e de fato, chegar cedo a fez ver que Igor parecia muito agitado, inconfortável, estava na bancada dos juízes, e parecia estar suando frio e tendo palpitações no rosto, Sir Wingrates parecia ter um olhar confuso ao vistoriar os dados de sua fundação, como todos sabiam que ele fazia nos tempos livres, outra coisa estranha que só agora ela percebia, era que os outros membros do Conselho chegaram lá abnormalmente cedo, ela havia estranhado que eles não tivessem feito alguma participação sequer nos jogos, mas ela não gostava deles mesmo, não fizeram tanta falta.

Então, o pensamento dela foi quebrado, pois Jonah, James, Genevieve e Flint sentaram-se ao seu lado, com algumas faces que ela ainda conhecia a cumprimentaram por estar de volta, incluindo os colegas de quarto de Luke, conhecidos dos outros times, Reefside e Prominência, e alguns dos companheiros da Sapiensorens, só aí ela percebeu que o céu estava escuro, ao consultar um relógio, viu que o evento estava prestes a começar, ‘’Boa Sorte,amigos!’’, pensou ela, mas então ela lembrou-se de algo, os próprios deuses os haviam dado boa-sorte, por que eles ligariam para um jogo, e porque ela estava incluída, mesmo que não participasse? Isso significava que o que aconteceria hoje envolveria à todos, e não só aos participantes?

Fogos de artifício roxos e azuis foram lançados no céu noturno, explodindo nos formatos dos brasões das duas equipes, que permeariam o céu daquela noite como brilhantes constelações, com muitos aplausos, os juízes desceram ao meio do estádio, - Senhoras e Senhores aqui reunidos! Começou Igor, Blair notava agora que haviam muito mais pessoas naquele dia do que nos dias anteriores, e muitos pareciam estar vestindo trajes de gala, - São os patrocinadores dos grandes jogos, uma voz falou ao seu ouvido, ela quase pulou ao ver que A-Del, BiBuzz, K-Vorka e Dyydean estavam lá para assistir, e proteger, o evento, ela abraçou um por um, pois fazia muito tempo que não os via, mas tiveram que parar, pois Igor retornava a falar, - Não vou segurá-los aqui por muito tempo, do lado sul, os poderosos e determinados guerreiros, a Equipe Grave! Anunciou Igor, a equipe, com uniformes novos e estilizados, com aspecto de jaquetas e coletes, mostrando um cemitério enluarado nas costas, mas ainda das mesmas cores entraram no estádio, sendo seguidos por aplausos loucos da multidão, e fazendo Jack e todos os outros que os conheciam, sorrir, - E do lado Norte, os metódicos e calculados lutadores, a Equipe Hisasaya, suas vivas foram igualmente energéticas, seus uniformes também haviam sido estilizados, mostrando gelo e fogo.

Os juízes estavam de volta à seus lugares, e Mildred ganhou a palavra, - Sem dúvida todos estão querendo saber qual é a surpresa deste round, e eu quero que vejam! Ela anunciou, mexendo sua corpulência, enquanto apertava um botão vermelho, que desde o primeiro dia estava à sua frente, a arena tremeu, alguns espectadores ficaram assustados, jornalistas e câmeras buscaram gravar de onde isso vinha, e então... O solo da arena se abriu! E dele saia uma enorme estrutura com uma ponta muito afiada, que gradualmente foi ficando mais grossa, ainda assim, agora se podia ver que era uma torre, era feita de pedra branca e polida, lembrando as construções da antiga Grécia, mas em formato de palácio, seu topo, antes da ponta afiada, parecia ser uma redoma de vidro pintado como nas igrejas no topo, e janelas normais aos lados, por onde podia-se enxergar uma majestosa sala do trono, o estilo da torre de marfim e sua entrada surpreendeu e cativou à quase todos, por fim, sua porta, em formato da caveira de um dragão, se tornou visível, estando ao nível do chão da arena, alguns detalhes, como rosas e espinhos enormes apareceram, e envolveram a estrutura, que ficou ainda mais bonita, - Senhoras e Senhores, este é o Palácio dos Espinhos! Ela voltou a anunciar, - Projetado pelo nosso querido Jeliel Lehaiah, Número um do Conselho das Espadas! Brincou ela piscando para ele, a multidão deu gritinhos ao ouvir seu nome, ele pegou seu microfone, - Boa-Noite para todos que nos gratificam com sua presença, e também para aqueles que estão vendo em casa (outra dose de gritos), disse ele com a voz pacífica e... angelical, - A tarefa final é simples, ambas as equipes precisam se enfrentar, enquanto competem para chegar ao topo e pegar o presentinho que simboliza sua vitória no Trono dos Espinhos, um dos membros de cada equipe foi escolhido aleatoriamente, e se esse membro tocar no objeto, a vitória será declarada, uma regra extra, se um membro da equipe adversária pegar o objeto primeiro, mas não for o escolhido de sua equipe, outros podem roubá-lo dele, terminou Jeliel, Sir Wingrates bateu palmas, fazendo telões aparecerem, telões que projetavam imagens do interior do palácio, mostrando que era igualmente belo por dentro, Jack cutucou Sophie, - Que bom que aprendemos isso com os Deuses da Guerra! Brincou ele, a Harpia estava prestes a reclamar, mas viu que ele estava sorrindo, ‘’estaria voltando a ser ele mesmo?’’. Os competidores fizeram duas filas, e bravamente marcharam em direção à imponente boca do dragão-esqueleto, que surpreendeu à todos por dar um último rugido muito forte e então abrir a boca espaçosamente, dando lugar para todos entrarem.

avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 30: A Escalada

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Maio 06, 2013 1:52 pm

Uma vez dentro, todos foram ofuscados pela rústica beleza da entrada, com candelabros de cristal, chão polido e paredes pintadas de dourada, ainda podia-se ver que a base do hall era feito de ossos, como os do dragão no lado de fora, Grave não perdeu tempo, correndo todos para as escadas de um veludo vermelho-sangue, porém pararam ao ouvir a voz de Jiang Yi, - Por Favor, nos ouçam! - O que querem? indagou Kain, não confiando, - Queremos propor uma organização para essa prova, Respondeu o líder da equipe adversária, - E por que precisamos concordar? Brenda perguntou, mas Juliet colocou sua mão à frente da garota, e desceu da escada para encontrar-se com o outro time, que ainda estava parado na entrada. Ao lado dos espectadores, houve muita surpresa com esse evento, - Parece que vai haver uma negociação entre os times adversários, Jeliel anunciou, divertido com sua própria invenção.

- Nós propomos um desafio, em vez de todo mundo correr para o topo, como uma corrida maluca, preferimos que... Começou ele a explicar, - Um membro de cada lute a cada andar, e nós dois nos encontramos no Trono, Juliet especulou, - Isso mesmo, Jiang sorriu de leve, ao ver que Juliet não o desapontara com sua astúcia, a Necromante deu uma olhada para sua equipe, e viu que todos concordavam com as cabeças, - Após terminados os confrontos, podem subir para o trono, Jiang explanou, Juliet percebeu que alguns dos membros de Hisasaya parecia não concordar, ou ao menos estarem apreensivos com a escolha, ''Perfeito, é como quero que eles se sintam'', pensou ela, antes de estender a mão para o líder da equipe oponente, que a apertou, sinalizando o aceitamento. A platéia deu um uivo coletivo ao ouvir a surpreendente decisão, Igor tapou seu microfone ao se dirigir aos outros juízes, - É a primeira vez que há um acordo? Ele perguntou, - Ué? Não me lembro, Mildred respondeu, parecendo confusa, - Eu não me lembro disso ter ocorrido, mas minha memória nem se recorda muito bem de outros torneios! Sir Wingrates, ainda emocionado, secando os olhos, declarou, Jeliel continuou sorrindo calmamente.

Jiang e Juliet dispararam para as escadas, com praticamente a mesma velocidade, até que Jiang pareceu vencê-la nos últimos degraus, Kayako Houjo, de Hisasaya, saiu do meio de sua equipe e declarou, - Eu realmente gostei da decoração aqui, e queria lutar aqui mesmo, quem quer dançar comigo? Perguntou ela, estendendo sua comprida manga do kimono, - Eu... começou Luke, porém Gary o barrou deu um sinal negativo para o garoto com a cabeça e seguiu, pulando de cima da escada para o chão, - Na última vez você me derrotou, isso deixou um gosto amargo, então eu quero uma segunda chance, respondeu ele, calmo e simples, ela sorriu, e ambos tomaram posição em uma das extremidades do hall, com o tapete vermelho marcando o centro, Gary mostrou a mão para seus colegas, nela havia um sinal de uma caveira como a das bandeiras piratas. Nas horas de preparação para o último dia, Blair havia chegado com um canetão, e desenhou a caveira nas mãos de cada um, apesar dos protestos de Hayato e a indiferença de Carmela, ela explicou que seria um bom símbolo de união, e que ele não ia sair sem um feitiço. Da arquibancada, Blair sorriu ao ver sua ideia em fruição, os outros lembraram-se de suas próprias marcas, e subiram, desejando sorte ao garoto, com os outros membros de Hisasaya em seus calcanhares, - Então... podemos começar? Riu-se ela, ao ficarem sozinhos, - Vamos ver quais poderes de ilusão são mais fortes! Ele declarou.

Ao chegarem no segundo andar, todos praticamente caíram, pois ele não tinha nada a ver com o primeiro, de fato, parecia um cenário que seria impossível estar dentro de algum lugar, pois tinha até mesmo um céu ensolarado, estavam em uma planície com árvores grandes ao redor, as duas equipes ficaram igualmente impressionados e estranhados pelo local, - Ali! Luke apontou, e todos avistaram Juliet e Jiang subindo uma escada, que parecia flutuar no ar à distância, eles seguiram, mas Blaise ficou para trás, e ao ver quem seria seu oponente ela respirou fundo, Mosuke Morisawa também se supreendeu pela coincidência que seria ambos se enfrentarem novamente, já na escada, Kain olhou para trás, e qause voltou, se não tivesse sido parado por Luke, - Ela me disse que era assim que queria, o Fantasma disse para o amigo, que teve de aceitar, e continuaram correndo, - Dessa vez é melhor me enfrentar justamente, ela declarou, ele não respondeu.

Se o primeiro andar parecia ter traços de ossos com sua base, o terceiro o batia de longe, pois era feito inteiramente de ossos, por inferência, de dragão, candelabros de ossos com velas de chama azul, uma ponte de ossos no meio, janelas decoradas de ossos, e uma estátua de um grande abutre no meio, também feita de ossos, tecidos como cartilagens estavam presos no teto, uma rápida sombra saiu do time de Hisasaya, e Leelang postou-se no meio da ponte, - Luke Truesdale! Sua flecha me acertou na vez passada, mas eu ainda quero meu arco de volta! Anunciou ela, em um tom imperativo, ele concordou, e seus colegas deram tapinhas em suas costas, para boa sorte, antes de continuarem a escalada.

O quarto andar era outro que parecia estar fora da torre, desta vez era uma praia, com um belo e reluzente pôr do sol, - Essa é minha praia! FREEZE exclamou, botando óculos de sol, todos ali presentes ficaram com dor pela piadinha infeliz, mas Carmela pareceu ser a mais ofendida, sem trocar uma palavra, apresentou-se perante ao cantor, - Boa Sorte! Brenda notou, a Vampira apenas mostrou a ''tatoo'' de caveira e fez sinal para continuarem subindo, - Não imaginava que Vampiras pegassem muito sol, ele riu, quase se afogando na risada, Carmela ficou mais irritada...

- É senhoras e senhores, os ambientes de dentro do palácio continuam a nos maravilhar, Igor anunciou, - Conte-nos, Jeliel, querido, como replicou esses efeitos? Indagou Mildred, - Sabem, um olho de sapo aqui, uma magia de distorção temporal ali... Ele brincou, levando a risadas do púbblico. O quinto andar parecia-se muito com um museu antigo de cinema, especificamente, com a seção dos grandes filmes de monstros de antigamente, como: O Lobisomem, A Múmia, O Monstro da Lagoa Negra, Drácula e Frankenstein, utilizando-se de estátuas das criaturas, e cenários dos filmes, de fato, o andar havia tornado à todos de preto e branco, com roupas antigas e tudo, - Como isso é possível? Hayato perguntou, - Física quântica, Kain respondeu brincando, antes de se postar entre as estátuas de Larry Talbot e Imhotep, enquanto uma garota de Hisasya, que nem chegara a competir no torneio até ali, a namoradinha de Mosuke, Saya Matsuda, estava oposta à ele, - Sabe, acho que os filmes dos humanos nunca fizeram justiça aos Wendigos, somos sempre canibais na neve... Ele explanou, - Não reclame, nós somos geralmente mulheres com roupa de fetiche, ela piscou, - Ooh-la-la, ele brincou.

Novamente em um cenário de paisagem, desta vez à noite em uma cidade em ruínas, parecidas em estilo com as pedras do Stonehenge, Restando apenas dois membros em cada equipe, Hiro Kameichi desafiou Hayato para mais um duelo, - Perdão, tenho mais o que fazer, ele respondeu, subindo novamente a escada, praticamente abandonando Brenda com a responsabilidade, - Tudo bem então, acho que é isso! Ela deu de ombros, Hiro parecia branco por ter sido rejeitado pelo seu ''eterno arqui-inimigo'', Hayato e Sora agora já sabiam que iam se enfrentar, - Não é meu estilo lutar contra mulheres, ele explicou, - Deixa a desculpa machista pra lá! ela brigou. Chegaram então ao sétimo andar, que era como um mundo completamente espelhado, onde eles não sabiam realmente onde o adversário estava, - Mas que besteira! Reclamou ela, - Eu acho que será uma nova oportunidade, ele disse, curto e breve.

Finalmente diante da sala do trono, Juliet e Jiang, que tiveram que chegar ao mesmo tempo, pois a porta necessitava mesmo de dois para abrir, - Como isso foi conveniente, se encaixou perfeitamente no nosso acordo, ela denotou, o garoto entendeu exatamente a conotação que a fala dela carregava, pois estava junto quando eles haviam suspeitado do torneio, ambos então abriram as pesadas portas duplas, com muito esforço, e deram de cara com um dos locais mais belos que já tinham visto, os vitrais no teto retratavam estrelas e constelações, além de auroras, que brilhavam em luzes fosforescentes, reluzindo sobre a sala, que era decorada de tecidos de cores roxas escuras e azul-marinhos, e com brilhos em cada detalhes, um trono de ferro negro decorado com jóias cintilava mesmo na bonita sala, e em cima de seu assento descansava um enorme cristal verde maciço, que ambos entenderam ser o objeto que identificaria o vencedor, parecia ter algo dentro desse cristal, mas não dava para ver muito bem, - Boa Sorte! Ambos a Necromante e o Bandoliano disseram ao mesmo tempo, tomando posições opostas na sala.


avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic: Grave Academy.

Mensagem  Cattleya L. H. Valliére em Sab Maio 11, 2013 8:29 pm

O.O

Estamos chegando no final, as lutas finais estão aqui!

MY BODY IS READY.gif
avatar
Cattleya L. H. Valliére

Mensagens : 5
Data de inscrição : 30/11/2011
Idade : 34
Localização : Transilvânia.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 31: O Sonho da Borboleta

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Maio 13, 2013 2:38 pm

Gary estralou os punhos, e deles saíram facas, Kayako agitou as mangas do kimono, e uma parede lustrosa apareceu para quebrá-las ainda no vôo, - Rápido, mas eu sou mais! Ela anunciou, estavam agora em uma montanha branca com a neve, - Uma ilusão de área, o garoto recitou para si mesmo, ao lembrar de sua leitura, ele tocou o chão, e descobriu que podia, de fato, sentir o cortante gélido da neve real, - Ela é boa, conseguiu confundir meus próprios sentidos, o Kelpie notou para si mesmo, enquanto procurava pela garota, que estava se escondendo na neve, dois cortes passaram perto do corpo do garoto, que escapou ileso, embora quase não tivesse visto o golpe, e tendo se esquivado mais por coincidência do que por instinto, pegou de seu bolso um cristal e o quebrou, revelando seu tridente, ele o girou ao seu redor habilmente, e verificou que conseguiu arrancar tecido do kimono da inimiga, ou seja, ela estava por perto, ele então estalou os dedos, os levando para uma ilha tropical, ele era agora o mestre do domínio, viu Kayako de pé na maré rasa e controlou a água ao seu redor, fazendo-a se elevar em um redemoinho, mas quando a atingiu, o corpo da adversária se mesclou com o próprio líquido, se dissolvendo, e daí, surgiram dezenas de Kayakos na praia, qual seria a verdadeira?

Blaise lançou uma onda telecinética contra Mosuke, a grama entre eles foi despedaçada, e o garoto foi lançado para trás como uma boneca de pano, rapidamente se levantou, mas não fez nada para reagir, Blaise percebeu o que ele planejava fazer, e por isso partiu para o combate de corpo à corpo, ergueu o punho enquanto corria, e o garoto apenas fechou os olhos, aguardando receber o impacto, mas o que o acertou na verdade foi um tapa, que o fez despertar, lá fora, a multidão coçava os queixos para entender o que havia ocorrido, - Garoto, qual vai ser a graça de eu te vencer sem você revidar? Ela perguntou, Mosuke franziu o cenho, - O que eu fiz não tem perdão, ele afirmou, ela cruzou os braços à sua frente, - Não, não é, mas isso você não pode mais mudar, Ela confirmou, - Eu... percebo agora que fiz tudo errado, até os outros, conversamos e... Ele tentou falar, mas tremia, - Ei, ei, todos erramos, tente consertar o que quebrou, não fique se lamentando! Disse a Metamorfa, - Mas você disse que eu não posso mudar o que fiz, ele denotou, - Mudar não, mas você pode fazer um esforço para se redimir, com a consciência do que fez, Blaise explicou, ele fechou o bico, e começou a olhar os próprios pés, - Por que você é tão bondosa comigo? Ele perguntou, - Eu sou a pessoa que menos pode condenar os outros por errar, eu mesma já machuquei a muitos, mas tento me redimir sem desistir, ela sorriu, a platéia parecia ter ficado muito interessada nesse passado de Blaise, Blair sorria ao lembrar-se de quanto ela própria e Blaise haviam mudado desde o tempo de Shade.

- De volta ao primeiro andar, a luta entre Kayako Houjo e Gary Crawford continua, e nem mesmo o público sabe mais o que está acontecendo! Igor narrou, Mildred abriu passagem para ele, que havia se manifestado por querer ir ao toalete especial dos juízes, o caçador se levantou e saiu em disparada, um burburinho na audiência percebeu a pressa e o suor do anunciante ao sair dali. Na luta de ilusões, as muitas Kayakos correram para atacar, Gary pudia controlar a água com a qual os clones eram feitos e os evaporar, e por fim via que nenhuma delas era a real, foi aí que o sorriso da garota apareceu na areia à seus pés, e provocou uma explosão de areia, que mandou o garoto para cima, ele porém, mesmo no meio do ar os reverteu para o ambiente original da sala, e assim revelou a localização da inimiga, bem abaixo dele, usando a queda, prendeu a garota no chão com força bruta mesmo, até ela conseguir escapar rolando para o lado, transformando-se em Kitsune, soltou um jato de chamas, mas o garoto retaliou ao reverter para Kelpie e defender-se com uma onda, a raposa usou então seus poderes para transformar o fogo em gelo e congelá-lo na própria orbe de água que o defendia, - Será esse o fim da partida? Jeliel narrou, Kayako parecia acreditar que sim, porém foi surpreendida pela súbita queda dos seis candelabros da sala, um dos quais quase caiu em cima dela.

- Tudo bem, vou lutar sem reservas! Mosuke afirmou, sua expressão voltava a ser a normal de arrogância, disparou Magia de Raio contra Blaise, que bloqueou com sua parede invisível, - O mesmo começo da vez passada! Ela denotou, - Eu nem me lembrava, ele disse, ao lançar mais e mais trovões, ela mantinha sua parede, mas via que um pequeno arranhão havia sido feito, arranhão que viraria um buraco e depois quebraria a parede, ela rolou para o lado e estalou os dedos, quebrando sua defesa em cacos de vidro, que voaram contra o garoto, mas ele já conhecia esse movimento, e por isso tornou-se intangível, os cacos voaram através de seu corpo enquanto ele sorria, mas então foi mandando para longe com mais uma onda telecinética, - Não se esqueça, telecinesia bate intangibilidade! Exclamou ela, - o garoto levantou-se, e criou uma espada em sua mão direita, a Lâmina Assassina que usara contra Luke, ele a cravou no chão, mandando uma onda de energia azul contra a garota, que apenas criou uma plataforma transparente no ar, e pisou nela para passar por cima do golpe, ela criou então uma série de passarelas flutuantes, e correu por elas, o garoto então respirou um grande volume de ar e gritou com o Som Horrendo, Blaise criou uma parede atrás de si, para evitar de ser lançada para longe com a onda sônica, ela então criou outra parede em sua frente e correu em sua direção, - Ela vai bater? Mosuke sussurrou para si mesmo, mas quando ela devia ter encostado na parede, desapareceu, o campo ficou solitário, o Espírito Vingativo tentou ler a frequência de energia para saber onde ela estava, mas foi surpreendido com uma porretada na cabeça, que o derrubou ao chão.

De súbito, as correntes que prendiam os candelabros se esticaram, e começaram a girar, mandando os objetos em um carrossel ao redor da sala inteira, Kayako tentava o melhor de si para desviar dos pesados pêndulos que ondulavam pelo lugar, até avistar o Kelpie, no topo das escadas, ela se abaixou para evitar um dos candelabros e então correu apressada para o local dele, tentando acertá-lo com suas garras, mas foi atingida por um dos objetos, que vinha de trás, ela foi lançada para trás, e bateu-se em um, em outro e por fim em um terceiro candelabro, antes de cair com força ao chão, Gary lançou uma Explosão Fluvial, guiada por seu tridente contra ela, mas a garota se envolveu em um círculo de fogo, evaporando a água, deixando a sala, com agora os candelabros parados, em completo vapor, como uma sauna, os espectadores do evento reclamaram, pois agora tinham pouca visibilidade, Jeliel então bateu palmas e a névoa sumiu para agradá-los, mas apenas dos monitores, pois ainda estava na luta de fato, Gary usou Dança de Água: Bolero de Maremotos, mas quando o anel de água apareceu ao redor de Kayako, ela criou pilares de chamas, que extinguiram a água, formando mais vapor, o garoto então pulou para um combate fechado, com Dança da Água: Valsa das Sete Correntes, seu braço direito, cotovelo esquerdo, partes das pernas e das costas jorraram torrentes de água sob pressão, formando lâminas, com sete movimentos rápidos e rítmicos, tentou acertar ela, que ainda conseguiu se esquivar por pouco, acabando por evaporar as lâminas do adversário com seu fogo, e aí ele soube que venceria, ativou Dança da Água: Tango Nebuloso, e usou o vapor como se fosse a neblina, a lançou como projéteis contra a garota, que foi lançada com impacto contra uma parede, - Por que os seus golpes tem todos a ver com danças? Ela perguntou, em um estado de dor, enquanto ele a ajudava a se levantar, - Você que me convidou para dançar, riu-se ele, ela não pôde evitar, também caiu em gargalhada, quebrando a fachada séria, - Sabe, ás vezes eu prefiro o mundo das ilusões, e meus sonhos à vida real, mas não sei mais dizer se o mundo de meus sonhos é real, ou se eu mesma sou... Ela se lamentou, ele pôs uma cara de pensativo, e então citou: - ''O sonho da borboleta'', de Zhuangzi, ela ficou de queixo caído, - Você é bem mais que músculos, mas eu gosto dos músculos também, ela piscou, ele não soube como reagir, uma porta se abriu, e os dois passaram por ela.

Mosuke se virou, já com espada, para defender-se do segundo golpe da marreta que era o braço transformado da garota, ela então armou o cabelo como se fossem espadas e o jogou para frente, o garoto conseguiu rebatê-las para os lados, mas foi atingido pelo outro braço de Blaise, que transformou-se em uma cobra gigantesca, o mordendo na perna, ela usou a cobra para puxá-lo para perto de si, e o explodiu para longe com uma terceira onda telecinética, ela voltou suas partes do corpo para o normal e atravessou mais uma de suas paredes, desaparecendo, desta vez ele previu onde ela apareceria, e se virou para trás, a surpreendendo, e pegou sua mão, a atirou por cima do ombro, a derrubando ao chão, ele mirou com sua lâmina, mas ela virou-se para os dois lados, escapando por um triz, e em seguida, encostou no pé do garoto, mandando um pulso de energia, que o desequilibrou e o fez cair, ela o prensou contra o chão, - Minha cara é aqui em cima... Mandou ela, ao ver para onde ele olhava, e então o acertou com um soco entre os olhos, a luta fora encerrada, ela apertou a mão do garoto, que ainda estava completamente sem jeito pelos seus atos anteriores, - Ambas as primeiras vitórias são da Grave! Sir Wingrates narrou, Mildred, que estava ao seu lado, virou-se para encarar Kate, a assistente de Igor, - Por favor, vá buscar seu chefe, ele perdeu as duas primeiras conclusões... Disse ela, Kate bateu continência, como uma verdadeira ''workaholica'' e saiu dali, a platéia aplaudiu as duas lutas em pé.


avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 32: Contas a Serem Acertadas

Mensagem  Jack Jerripher em Ter Maio 21, 2013 4:17 pm

Ambos os adversários sacaram seus arcos, o de Luke então começou a tremer sozinho, parecia querer pular, o garoto percebeu que isso se dava por estar enfrentando a sua antiga dona, agora o Arco de Ártemis era seu, é claro, ele o escolheu, mas antes obedecia à Leelang, e o Fantasma sabia que ela o utilizava melhor, e se o arco ainda aguardasse as ordens de sua antiga mestre? Preocupar-se com isso agora não o ajudaria, pois ele ainda tinha que enfrentar uma Leelang muito irritada, ambos os arqueiros, sendo lutadores de longa distância, precisaram se distanciar um do outro, e por isso, quase que escutando um gongo em suas cabeças, ambos pularam para trás rapidamente, sacando uma flecha, Luke teve apenas tempo de perceber o novo arco da inimiga, um arco composto feito de aço, e sua corda tiritando ao vento antes de ser atingido na perna esquerda, ele gemeu de dor e rolou para o lado, ficando atrás de um pilar de ossos para se defender, ele sabia o que precisava ser feito, mordendo forte seus dentes, ele empurrou a flecha até ela ultrapassar sua perna, ele entendia que o sangue era falso, e sua vida não estava em perigo, mas ainda doía pacas, ele então puxou a seta pelo outro lado e curou com Magia de Cura, sabia que havia perdido tempo com isso, e a adversária já havia provavelmente encontrado um bom lugar para atirar.

Enquanto isso, ao lado de fora, Blair mordia seu dedo em antecipação, era ainda o começo da luta e Luke já havia se ferido, não iria ter a movimentação normal da perna, mesmo que tivesse se curado, parou de focar-se na luta do namorado, e passou a assistir a partida entre Carmela e FREEZE, em um telão diferente, ''Mas o que diabos estou fazendo? Eu confio no Luke e sei que ele vai vencer!'' Ela declarou em pensamento, antes de voltar a torcer por ele. No lado de Carmela, as coisas pareciam mais movimentadas, seu adversário, ainda com óculos de sol, começava agora a disparar chamas de seus braços, elas tocavam o chão e expandiam-se em pilares, isso quando não eram neutralizadas pela Vampira, que criava seus familiares, os Hemorcegos, morcegos feitos do sangue da própria Carmela e dados consciência por sua energia, eles voavam bravamente até as chamas, as nulificando com explosões, enquanto isso, mais e mais chamas caíam na areia da praia, até um momento em que ela descobriu que FREEZE não queria acertá-la, - Você pode lançar contra mim, não tenho medo do fogo, ela afirmou, em tom sardônico, ele apenas sorriu, o fato de que ela não podia ver os olhos do inimigo a confundiam, ele, de súbito, fez algo que ela não esperava, retirou seu uniforme, ficando apenas com seus calções.

Contra a pilastra de ossos, Luke levantou-se, não de súbito, mas pausadamente, sem fazer ruídos, de costas no material macio, olhou para um de seus lados, e depois para o outro, aproveitando o máximo campo de visão possível em sua já pequena visão periférica, não encontrara um vestígio se quer de Leelang, ''Isso é mal, ela pode estar bem atrás de mim por tudo o que sei!'' Pensou ele, mas ela não estava, de fato, continuaria à distância, como uma pantera negra à espreita nas sombras, o que era bem verdade naquele andar, pois mesmo com o material com qual a sala era feita, ossos da cor de cadáveres, ainda era difícil enxergar pela pequena quantidade de de janelas, que já eram foscas, precisando confiar apenas na luz das chamas azuis dos candelabros para se localizar, o Fantasma olhou para o arco em suas mãos, ele era capaz de usar flechas que perseguissem o inimigo, correto, então não precisava ficar nesse jogo de espera, porém, alternativamente, se Leelang desviasse, ele trairia sua posição também, ficando aberto para sua retaliação... Ele resolveu arriscar, e por isso, com certa dificuldade, mirou o arco para cima e atirou uma flecha, e depois outra em seguida, ele observou enquanto as flechas mudavam de direção, cercando outra pilastra que estava ao lado da sua, ambas pareceram encontrar seu alvo, mas de trás delas, Leelang deu uma estrelinha para o lado, e as flechas acertaram a pilastra, Luke estava prestes a pegar mais uma flecha de sua aljava, mas foi atingido com um soco na barriga, e depois um chute alto na cara o fez voar dali, a garota pendurava o arco retraído nas costas, e partia agora para um combate fechado.

- Você não acha que sou... quente? Perguntava o garoto com um sorriso largo no rosto, Carmela não concordava, não achava a piada engraçada e não entendia o plano, o que o deixou triste, colocando a roupa novamente, - Mas isso sempre funciona... Reclamou FREEZE, - Eu duvido, ela respondeu, - E outra, seu nome de artista é FREEZE, por que o fogo? Ela perguntou, ele não respondeu, apenas começou a jogar mais labaredas, a Vampira foi forçada a recuar, para escapar das chamas, que mesmo que não caíssem nela, passavam perto, até que em um ponto, ela não pôde mais se mover, a sola de seu tênis havia derretido, e grudado ao chão, ela viu o sorriso no canto do rosto do rival, antes dele transformar-se em uma ave de chamas e disparar uma enorme bola de fogo contra a inimiga, que desapareceu no fogo, a multidão ficou sem respirar, seria esta uma vitória fácil para Hisasaya? O silêncio foi quebrado, e um vulto prateado se aproximou de FREEZE, o segurando pelo longo pescoço, e então jogando-o contra o chão, Carmela estava perfeitamente bem, - Como escapou? Perguntou ele, com um tom entre divertimento e confusão, ela então chutou o pássaro para longe, fazendo com que todos percebessem que ela simplesmente havia retirado os calçados, mas a luta não acabaria ali, o Fênix decolou em um voo frenético, - Como a participante de Grave vai segui-lo? Mildred indagava em seu microfone, Carmela apenas começou a focar energia em suas costas, fazendo com que o próprio ar ficasse mais pesado, e de súbito, asas negras de morcego brotaram em suas costas, surpreendendo à todos, com grande velocidade, ela alcançou o Fênix, e agarrou-o pelas costas, jogando-o contra a areia com muita força, ela então carregou ainda mais força nas mãos, e mandou um pulso de Magia das Trevas para baixo, atingindo a ave que ainda estava indefesa.

Luke não era, de forma alguma, adverso à lutas mano a mano, porém, não estava esperando, e por isso, foi atingido por mais uma série de socos seguida de um chute no estômago, que quebrou a pilastra que estava atrás dele com o impacto, uma parte do teto, também feito de ossos, desabou, e caiu sobre os dois, o Fantasma conseguira voltar à sua forma monstruosa à tempo, e se tornar intangível, mas Leelang parecia ter sido soterrada, foi aí que algo se moveu debaixo dos escombros, e o garoto pôde ver uma garra reptiliana e vermelha, com escamas, saindo do meio do entulho, e afastando-o, mas de lá o que saiu foi novamente a garota, ''Que tipo de monstro ela é?'' Ele perguntou-se ao perceber que ela não havia tomado sua forma em nenhuma parte do torneio, ela pulou para perto dele, tentando acertá-lo com um chute, o garoto esquivou-se para o lado e agarrou a perna da adversária, reparando em como ela era musculosa, mas não teve tempo para maiores colocações, pois ela usou a outra perna para prendê-lo em uma imobilização, passando-a por seu pescoço, ela o derrubou, e o segurou contra o chão, - Droga...! Anunciou ele, ao tentar desvencilhar-se, ele via com o canto dos olhos que a garota queria o cristal que estava em seu bolso, contendo seu arco, ele tinha que pensar rápido, concentrou-se e se transformou, fazendo com que Leelang apenas caísse ao chão, pois não mais o segurava, Luke atravessou o solo e rapidamente ascendeu, com o punho erguido, acertando-a no queixo, e a mandando para longe, - Vou chamar esse de Mergulho Sombrio! Ele declarou, a platéia bateu palmas ao vê-lo retomar o controle da partida.

A areia e a poeira se dissiparam, e podia-se ver que FREEZE, em forma humana, estava se desenterrando, Carmela calmamente voltou ao solo, fazendo as asas desaparecerem, todos imaginavam que o oponente voltaria a lutar, mas ele colocou sua mão para cima, - Desisto, não precisa mais, ele ainda cuspia areia pela boca, - Eu deveria mesmo ter esperado o inesperado, ele murmurou para si mesmo, antes de andar em direção à Vampira, ele estendeu a sua mão, ela o olhou de cima a baixo, e então apertou-a, - Você não deixa ninguém chegar perto, deixa? Ele perguntou, - Não mais, ela curtamente respondeu, olhando o sol finalmente se pôr no horizonte, tocando o mar, o deixando imaginar o que poderia ter acontecido com a confiança da jovem.

Leelang rapidamente se levantou, e correu para o lado, passando por entre pilares e estátuas, com zigue-zagues e manobras evasivas, Luke estava a seguindo, mas estava mais devagar do que o normal, pelo ferimento em sua perna, e mesmo que sempre tentasse correr e olhar para os lados ao mesmo tempo, ele eventualmente a perdeu, ele precisava voltar para um lugar familiar, olhou em volta, vendo a ponte central do andar, ele correu para ela, sentiu de repente algo à sua esquerda, desviando-se de mais uma flecha, ela voltou e tentou acertá-lo novamente, para seu pânico, não conseguia encontrar o cristal que continha o Arco de Ártemis, - Ela o pegou... ele notou, e de fato, Leelang saiu de trás da estátua de abutre, e estava segurando o grande arco, ele tremia em suas mãos enquanto a garota tentava subjugar-lo, até que, de súbito e para a surpresa do garoto, o corpo de Leelang foi coberto por uma aura azul-elétrica, e a fez cair ao chão, imóvel com a força do choque, o arco voltou voando para os braços de Luke, que correu para a garota, - Você está bem?! Ele gritou, ajudando-a a se erguer, - Você não precisa me ajudar, ela denotou com ódio, - Não preciso mesmo, mas não deixaria uma pessoa machucada para trás, - Mesmo uma inimiga que quis te roubar? Ela indagou, surpresa, - Você está mais para uma adversária cruel do que inimiga, veja, Jiang nos disse por que vocês estão agindo assim, para não desapontar Ur, mas vocês precisam pensar mais em vocês e menos nela, o Fantasma concluiu, a sua adversária apenas ficou quieta enquanto era carregada para o portal. Das arquibancadas, Ur sorria um pouco com a colocação de Luke.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 33: Disputas Intensas

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Maio 27, 2013 8:01 pm

- Eu ouvi dizer que você tinha uma espada, a voz ecoou pela sala, Kain tentara, em vão, localizar a origem do som, ele coçava um ferimento em sua nuca, que parecia inchado, estava de costas para uma parede, em um canto da sala, e não sabia a posição de sua atacante, ''Droga!'' Pensou ele, ao lembrar-se do começo de sua batalha. Após os outros participantes terem saído do local, ele começou a atacar Saya indiscriminadamente com Globos Destrutivos, ela, porém, esquivou-se facilmente de todos os golpes, - Você realmente não está com a cabeça no jogo, ela declarou, movendo-se incrivelmente rápido pela sala, e saltando sobre a estátua do Lobisomem, ela arranhou o garoto nas nuca, e quando ele, de mãos transformadas em membros de urso, tentou retaliar, ela já havia desaparecido, uma neblina começou então a preencher o quinto andar...

Nas ruínas noturnas, Brenda e Hiro começavam sua luta, - Eu realmente queria enfrentar Hayato-san... Exclamou Hiro, - Eu sei, mas parece que vai ter que se contentar comigo, Brenda denotou, irritada com a persistência de seu adversário, - Oh, o que você sabe, uma garota bonita, não entende coisas muito difíceis, entende? Ele perguntou, em um tom ofensivo, - Quanto a bonita não sei, mas não insinue que não sou inteligente! A Lobisomem declarou, seus olhos exibindo raiva e suas presas crescendo, - Então vamos ver se você segue todo esse bravado sobre ser inteligente, riu-se o Centauro, - Quer um desafio ao invés de uma luta? Ela desafiou, - Exatamente, ele concordou, - Que tal você me citar 3 países que mandam seus jovens para Hisasaya? Ele perguntou, - Fácil: Japão, China e Indonésia, ela respondeu rapidamente, - Essa foi fácil, e sua vez? Ele pediu, - Os nomes de quatro membros do conselho, ela inquiriu, sorrindo para ela mesma, - Ur Valentine, Jack Jerripher, Jeliel Lehahaia e Adom Niles, denotou ele, antes de fazer sua próxima pergunta: - Em quantos setores está dividida Baal Stolas? Brenda pensou por um momento e respondeu, - 6! A cara de Hiro se contorceu, ele realmente havia subestimado Brenda, - Me dê os nomes de dois colegas seus de Hisasaya, excluindo Hayato e os outros membros da equipe, perguntou ela, sabendo já de sua vitória.

No andar dos espelhos, Sora e Hayato não perderam tempo algum em começar o confronto, Sora fechou seu punho, irradiando fogo, e então o atirou em duas bolas contra Hayato, que desviou a primeira chama, e cortou a segunda com uma rápida sacada de shirojima, porém, o inesperado aconteceu, e a bola de fogo da qual o garoto se desviara, atingiu um dos espelhos, e foi prontamente refletida de volta, o atingindo nas costas, a dor foi intensa, mas Hayato não se deixou sair do momento, preparando uma postura defensiva com sua katana, - Vamos com cuidado agora, nem eu e nem você precisamos exagerar nessa sala, ele afirmou para sua adversária, olhando para os espelhos, - Por que eu deveria me importar com você? Perguntou ela em tom sádico, - Por que seus ataques podem machucar você mesma, - Não, não podem, ela denotou, jogando mais duas bolas de fogo, desta vez mirando para os espelhos, uma delas ricocheteou em dois deles e caiu ao chão, e a outra atingiu a própria Sora, porém, a bola de fogo foi absorvida, nem ao menos a machucando, e fazendo Hayato perceber o quanto estava em desvantagem...

De volta a Kain, ele tentava encontrar um local seguro no andar, caminhando por sets dos antigos filmes, pela entrada da mansão Talbot, a Lagoa Negra e o Castelo do próprio conde, ele temia encontrar a oponente, e sua ferida coçava cada vez mais, ele acabou, por fim, encontrando a máquina de fumaça, que Saya ativara para criar a neblina, na oficina do Dr. Frankenstein, ele pisou no aparelho, o quebrando, ''Menos uma preocupação'', pensou ele, antes de ser atingido por um golpe nas costas o derrubando, em sua posição, ele começara a perder a sensação de seus corpo, exceto por sua ferida, quando ele ouviu a voz, o impedindo de coçá-la, - Não toque, minhas garras são venenosas! Ele então viu a oponente de relance, e ela parecia ser apenas uma grande gata doméstica, antes de desaparecer, ele procurou um canto seguro, o encontrando em uma quina do laboratório, - Sabe, eu não gosto de contar isso para os outros, mas sou uma Híbrida, meu pai um Bakeneko e minha mãe uma Nekomata, mas isso nem me deu a força de meu pai nem os poderes psíquicos de minha mãe, só me deu garras venenosas e velocidade, a voz reclamou, caçando por Kain no confuso set, - É por isso que sei que preciso te vencer, ela denotou, - Até porque você não está se dedicando na luta, e eu sei o motivo, está preocupado com sua namoradinha, Kain então percebeu que ela estava correta, ao ser perguntado se não tinha uma espada, ele jogou-se de sua posição de segurança e correu pelos sets, desviando de golpes das garras da inimiga, chegando novamente ao centro do andar, com as estátuas, ele parou, fazendo Saya pensar que o havia pego, mas ele apenas se virou, a acertando com força total com a pesada muleta de Lawrence Talbot, a derrubando ao chão, ele pressionou-se sobre o corpo dela, - Você não é a única híbrida aqui, e eu não era o único distraído, ele afirmou, ajudando-a a se levantar, - Você muda de ideia muito rápido, ela denotou, - Não, é que notei que você estava certa, eu preciso confiar na Blaise e parar se me preocupar tanto, ele sorriu, ela foi comovida pelo ato, e se aproximou dele, lambendo sua ferida, o assustando, e o curando do veneno no processo, a gata reverteu à forma humana, e cruzou a porta com ele por trás.

Hiro puxava os cabelos tentando lembrar de outros colegas, contava nos dedos, mas era em vão, ele não lembrara de nenhum, e sabia disso, ficara tão obcecado em vencer Hayato, que nem ao menos se focara em mais nada em sua escola. Brenda estava planejando esse jogo mental desde o começo, mas não imaginara que viria tão facilmente, podendo inclusive usar o desafio do garoto como uma maneira de integrar sua ideia, a Lobisomem se aproximou do inimigo, mentalmente esgotado, imaginando que a batalha já havia sido ganha, mas ele quase retirou os dedos de sua mão com suas espadas, transformando-se em sua forma de Centauro, ele correu em uma grande fúria contra ela, chutando cascalhos e detritos do chão das ruínas, com movimentos atléticos, e Lobisomem se utilizava de seus reflexos sobre-humanos para desviar das espadadas, - Isso é mau, notou ela, ao perceber que apenas irritara a fera, a única coisa na qual ela podia focar-se agora era em se esquivar, pois ao tentar atacar, levou um corte em cada braço, rolou para o lados, e para dentro de um buraco nas ruínas, ela estava agora em um túnel subterrâneo com água rasa, apertou os ferimentos, percebendo que poderia facilmente ter perdido os braços, ela então ouviu o som de outra pessoa caindo atrás dela, Hiro estava em forma humana, mas somente para passar pelo buraco, ele agora voltara a ser um Centauro, e recomeçava sua corrida furiosa, Brenda agora via a fatal falha no plano dele, mas seria arriscado... Ela reuniu sua coragem, e esperou até o último segundo, com o grande homem-cavalo trotando em sua direção, ela plantou-se em seu lugar, e esperou as lâminas estarem quase a atingindo... Com energia concentrada nas garras, segurou as duas espadas de Hiro com suas duas mãos, e o desarmou, jogando as espadas para longe, ela então pulou sobre ele, causando grandes arranhões em suas costas e flanco, o derrubando, - Eu sei que não sou o Hayato... mas não sou uma inútil! Declarou ela, criando para Hiro uma nova arqui-rival.

Sora aumentou o calor, com um tornado de chamas ao redor de seu corpo, os espelhos aumentavam ainda mais o aquecimento, Hayato estava começando a sufocar, correu em direção à ela, cortando as chamas com golpes de shirojima, porém isso apenas servira para criar mais queimaduras em suas mãos, e ele teve que tornar-se intangível para não ser queimado pelo corpo inteiro, - Um lutador físico não tem chance contra mim! Declarou a Salamandra, com pose na voz, com tom intimidador, o Fantasma não respondeu, e nem retrucou, mas a declaração de Sora ficou girando em sua cabeça, sabia que sua Katana não venceria elementos da natureza, pois seria uma tarefa fútil, como espancar o oceano, mas ele sabia o que poderia fazer, guardou shirojima em sua bainha, deixando claro para sua querida katana companheira que ele ainda confiava muito nela, mas sabia que sua confiança deveria vir agora de outro lugar, - De que adianta ter sido nosso aluno número um se nem ao menos ligava para seus colegas?? Perguntou a oponente, de dentro de seus redemoinho escaldante, - Acredite, até pouco tempo atrás, eu não tinha propósito para lutar, mas alguém me ensinou, pensou ele, lembrando-se da conversa que tivera com Jack, ele então começou a focar energia no pulso, e um brilho verde pálido começou a se ver, transformando-se em um disco, ele recordou-se também de seu novo grupo, especialmente de um garoto que ele não gostaria de admitir que admirava, e seu outro compatriota Fantasma, e então disparou sua própria versão do Disco Espectral, que foi sugado pelo ciclone de chamas ao redor de Sora, e o usou para aumentar muito seu poder, com a força centrífuga, e atingiu a Salamandra, a derrotando, Hayato deixou um sorriso aparecer antes de abrir a porta das escadas para uma Sora relutante.
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 34: O Último Round

Mensagem  Jack Jerripher em Seg Jun 03, 2013 1:50 pm

- Algo para dizer antes de nós começarmos? Perguntou Jiang, quebrando o desconfortável silêncio, - Eu realmente não sei, pensei que esse momento iria ser diferente, mas não sei explicar como... Denotou Juliet, - Sinto o mesmo, acho que foi toda a pressão que nos foi posta como capitães, o garoto argumentou, ambos apenas se encaram, mas então foram interrompidos pelo som da porta de ferro da entrada sendo aberta novamente, dela saíram os outros membros de ambas as equipes, que quietamente se postaram ao lado da sala de seus capitães, em bancos dispostos aos lados da sala de tronos, - Ela não parece ser nada espinhosa... Kain comentou sobre o nome da sala, fazendo com que os outros concordassem, era apenas uma sala bem decorada e extremamente elegante, mas não sabiam por quais motivos se chamava ''Trono dos Espinhos'', Brenda fez noção para que parassem de comentar, pois a luta final estava prestes a começar.

No lado de fora do palácio, o público encontrava-se em uma mistura de antecipação e inquietação, pois ao mesmo tempo em que essa partida carregava um imenso peso, todos queriam que ela começasse logo, - Após alucinantes lutas, nós finalmente chegamos aqui, no último round! Anunciou Mildred, tendo assumido como locutora principal após a falta misteriosa de Igor, ela então desligou seu microfone e virou-se para seus colegas, - Para quem estão torcendo? Ela perguntou, - Como juízes, não devemos torcer para nenhum time, tendo só a imparcialidade! Sir Wingrates anunciou, com a face vermelha, - Velho chato, bufou Mildred, - Mas e você Jeliel? Ela voltou a perguntar, - Olha como fala com o número Um do Conselho... Sir Wingrates retrucou, - Eu mesma já fui a número Um que treinou a número um antes dele! Afirmou a mulher, Sir Richard estava prestes a continuar a discussão quando Jeliel interrompeu, - Está tudo bem, eu sou um monstro comum, como todos nós, declarou ele, fazendo com que a mulher tomasse ar de vencedora.

As luzes que entravam na sala do trono eram coloridas, pois passavam pelos vitrais do teto, era um ambiente de calma, até que a disputa começou, Juliet trocou-se para sua forma original, possuindo um vestido feito de ossos, enquanto Jiang sacou as duas facas de sua cintura, as postando à frente do rosto, em estância defensiva, - Não vai usar a técnica dos cem guerreiros? A Necromante perguntou, - Agora não, devolveu o Bandoliano, ele então deu dois passos para o lado, terminando em um movimento para frente com os braços, Juliet conhecia aquela dança, o corpo de Jiang tomou uma tonalidade cinzenta, ''Dança do Metal'' pensou ela, sabendo que os poderes defensivos do oponente agora seriam elevados, ambos fitaram-se nos olhos, cuidadosamente estudando e tentando prever o próximo movimento.

Juliet resolveu ser a primeira a atacar, criando uma lança feita de ossos, ela a atirou contra o garoto, que desviou movendo-se apenas um passo para o lado, subsequentemente acertando a lança com o antebraço, a partindo em duas, os colegas de Juliet engoliram em seco, enquanto os de Jiang, ainda não tão bem socializados assim, apenas piscaram os olhos quietamente em seus lugares, a capitã de Grave então criou oito das mesmas lanças, e as jogou uma após a outra, impressionando o oponente com a convocação, ele novamente conseguiu esquivar-se das pontiagudas armas, que caíam à sua volta, fincando-se no chão, no fim, a última delas passou de raspão no lado do corpo de Jiang, rasgando-lhe uma linha no uniforme, demonstrando um pouco de sangue, mas ele nem ao menos piscou ao receber o dano, ''Te peguei!'' Pensou Juliet, ela então espetou o chão com uma outra lança que tinha, e com as setas gravadas ao chão bloqueando seu caminho, Jiang Yi não conseguiu fugir da técnica de Juliet, diversos ossos como costelas brotaram do chão abaixo do garoto, e se fecharam sobre ele, o prendendo ali, um crânio de cabrito pousando ao topo do cubo formado de costelas, completando a Prisão de Ossos: Gamuza, por um nanosegundo, os colegas da Grave pensaram que a luta já havia sido ganha, mas seria fácil demais...

Um estrondo foi ouvido na sala, a prisão de ossos agora jazia quebrada ao chão, um vulto ligeiro foi visto por todos, enquanto Jiang corria para cima de Juliet, que por pouco escapara das facas do garoto, que voltava a atacar com movimentos rítmicos, toda a concentração da capitã era em prever de onde a próxima facada viria, e desviar do golpe, mas de súbito, Jiang desapareceu de sua frente, por um instante, ela sentiu o golpe vindo, mas não conseguiu segurá-lo, ela foi jogada contra uma das paredes do local, Jiang a havia acertado na cara com as costas de sua faca, ele nada comentou, mas a garota, se levantando, conseguiu entender o ''Não deixe acabar agora'' em sua linguagem corporal, ''Não me vendo por pouco'' retorquiu ela em pensamento, limpando o sangue da boca, voltou calmamente ao seu lugar, desviando de uma nova série de facadas, decidiu eliminar as armas do adversário, para facilitar, em meio de golpes, ele novamente desapareceu de sua vista, mas ela agora tinha uma plano, um retângulo feito de ossos materializou-se em volta de ambos, com espinhos como mandíbulas em sua parte interna, as grandes presas então se fecharam, perto da garota, impedindo o ataque de Jiang de conectar, - Ela usou a Prisão de Ossos: Hedgehog como defesa! Anunciou Luke, surpreso, ao mesmo tempo, ela voltou a expandir o retângulo de ossos, atingindo Jiang em cheio no torso, o fazendo derrubar as armas.

Aproveitando a abertura, ela usou Ambulans Mortuus, tocando o solo aos seus pés, dois Zumbis ferais surgiram do chão, agarrando as facas do garoto, eles voltaram a desaparecer, em seu lugar, uma outra horda de criaturas surgiu, Jiang não deu-se por vencido, ao contrário, novamente utilizou sua Dança da Velocidade para mover-se tão rápido à ponto de desaparecer, e começou a enfrentar os zumbis, quebrando-os um por um com golpes de artes marciais, socos e chutes, em momentos, a onda de mortos vivos convocados por magia havia sumido, revelando o garoto, sem nenhum arranhão, invocando sua Artilharia de Ossos Juliet atirou diversas falanges como projéteis em alta velocidade contra o adversário, mas ele foi ainda mais rápido, com movimentos de seu braço, ele pode segurar todos os nove ossinhos com uma de suas mãos, Juliet realmente se impressionou com o tal feito, mas não queria dar-lhe confiança, ao invés disso, juntou suas mãos, Jiang sentia que um ataque viria, mas não viu de onde, de súbito, um baque grave foi ouvido, assustando à todos que ali estavam, uma fileira de ossos, afiados, caíram do teto como guilhotinas, o Bandoliano teve de rolar no chão para esquivar-se, ainda que por pouco, - Muito boa, declarou ele, antes de começar com mais uma de suas breves danças, a capitã de Grave já estava em posição defensiva, mas não conseguira pressentir o golpe.

Sentiu um chute em sua bacia e um soco em suas costas, lutou para manter-se em pé, segurando a respiração, - Dança da Miragem, Juliet denotou, Jiang pareceu surpreso pelo conhecimento dela, - Eu li sobre os Bandolianos, você fingiu estar aí, mas tornou-se invisível e atacou enquanto eu estava distraída, completou ela, o capitão de Hisasaya agora sabia que não poderia usar a mesma técnica novamente, - Hora de uma mudança de cenário! Afirmou ele, juntando ambas as mãos, o solo começara a tremer, nenhum dos alunos de Grave pareciam entender, mas os colegas de Jiang surpreenderam-se por ele estar usando ''aquele'' movimento, uma parte quadrada do solo da sala do trono foi recortada, com ambos os oponentes acima dele, esta parte então ergueu-se, como uma coluna de terra, para cima, chegando ao nível das janelas de vitral, criando uma espécie de ringue elevado, - Essa eu não conhecia, Juliet admitiu, - Dança da Batalha, uma dança anciã de minha espécie, ele então completou o que dizia com movimentos estranhos com ambos os braços, e como uma ameba se divide, dois novos pares de braços surgiram no corpo do Bandoliano, os do meio seguravam grandes Kao Wan Tous, que eram facões com anéis presos à suas partes não-cortantes, - Essa foi a Dança do Monge, explicou ele, antes de correr contra Juliet, que criara também dois sabres feitos de osso para defesa e ataque.

Agora a garota não só precisava defender-se do dobro de socos em alta velocidade, mas também dos perigosos facões, ela ainda pensava para que serviam os anéis nas armas, - Vamos lá, você estudou isso... Jack murmurou para si mesmo, parecendo ser um dos mais concentrados naquela disputa, de repente, um horrível som quebrou o foco da Necromante, a fazendo ser acertada por quatro socos consecutivos e dois cortes de espada em seus lados, os colegas da garota levantaram-se de seus assentos, horrorizados, ''Os anéis eram para distrair o adversário... Mas é claro...'' Pensou ela, enquanto começava a despencar de costas, estava tão próxima à borda do ringue elevado, ''Arrasa eles!'' A voz de James ecoou em sua cabeça, ''Com você no time ninguém vai se preocupar!'' Ressoou o que Jonah lhe dissera, ''Madame Sariel!'' Ela pôde ouvir Genevieve a chamando, ''Você é uma grande capitã!'' Recordou o que disseram seus membros de equipe, ''Não posso deixar isso por isso!'' Pensou ela consigo mesma, quando estava perto de cair, conseguiu forçar seu peso para frente, esticando os braços, agarrou as pontas das facas de Jiang, o surpreendendo, rapidamente, criou uma bola de Magia das Trevas e a lançou contra Jiang, o mandando para longe, não podendo desviar pois estava sendo segurado, seus braços adicionais desapareceram, Juliet ficou com suas Kao Wan Tous nas mãos, e as jogou para fora do ringue, derrubando-as ao chão.

- Muito bem, acho que já é a hora de usar minha técnica famosa, ele declarou, levantando-se, a multidão de espectadores foi à loucura, Juliet balançou sua cabeça em afirmativa, ela estava pronta para aquilo, - Conhece os funcionamentos de minha técnica, posso invocar cem guerreiros ao todo, e a deixarei escolher um número deles para invocar por vez, deve derrotar o número que escolheu de guerreiros para que eu possa invocar mais deles, Juliet novamente assentiu, - Quantos você acha que ela encara? Saya sussurrou para FREEZE, - Com aquele poder, acho que pode vencer até quinze ao mesmo tempo, ele denotou, surpreendido, - Ela pode começar com números altos e ir diminuindo, Gary murmurou para sua equipe, que concordou, - Marcia Dawson não deu conta de três deles, Lembrou-se Blaise, Jack olhou para Sophie, que estava ao seu lado, mas ela não retribuiu, estava focada demais no que estava acontecendo, os amigos de Juliet na platéia estavam assustados por ela, embora confiassem em seu poder, a multidão parou quieta para ouvir a escolha da garota, - Pensou bem na quantidade? Jiang perguntou, franjas do cabelo de Juliet, que agora estava desarrumado, caíram sobre seus olhos, enquanto ela encarava o solo pensativa, de súbito, ergueu o olhar encarando Jiang nos olhos, a determinação em seu olhar o estupeficou por um segundo, ela ergueu sua voz, declarando com plena confiança, para que todos ouvissem, - Eu escolho todos os 100!
avatar
Jack Jerripher
Admin

Mensagens : 277
Data de inscrição : 07/09/2011
Idade : 34
Localização : Passo Fundo, RS / Transilvânia

Dados da Criatura
Raça: Dullahan
Ano Escolar: Concluído

Ver perfil do usuário http://graveacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic: Grave Academy.

Mensagem  Blair Liddel em Seg Jun 03, 2013 2:22 pm

(」╹□╹)」

Por essa eu não esperava!!
avatar
Blair Liddel

Mensagens : 9
Data de inscrição : 15/10/2011
Idade : 22
Localização : Irlanda / Transilvânia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic: Grave Academy.

Mensagem  Gary Crawford em Seg Jun 03, 2013 2:24 pm

Essa foi a declaração mais foda que já ouvi!
avatar
Gary Crawford

Mensagens : 4
Data de inscrição : 15/10/2011
Idade : 22
Localização : Inglaterra / Transilvânia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic: Grave Academy.

Mensagem  Hildegarde Simpson em Seg Jun 10, 2013 4:38 pm

Vai sair capítulo hoje?

Só perguntando, pois estou extremamente ansiosa!
avatar
Hildegarde Simpson

Mensagens : 10
Data de inscrição : 30/11/2011
Idade : 37
Localização : Onde Cattleya estiver.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic: Grave Academy.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum